“Poderíamos já estar descendo essa curva, mas não é o caso, com atividades econômicas sendo retomadas aqui e ali, o vírus subiu”, diz secretário de Saúde do Paraná

  • 29/06/2020
“Poderíamos já estar descendo essa curva, mas não é o caso, com atividades econômicas sendo retomadas aqui e ali, o vírus subiu”, diz secretário de Saúde do Paraná

Na tarde desta sexta-feira (26), o médico e secretário de Saúde do Paraná Carlos Alberto Gebrim Preto, o Beto Preto, concedeu uma entrevista ao programa JB Urgente, no D’Ponta News. Na conversa Beto abordou temas como o pico da doença no Paraná e disse; “Nós teremos pela frente, duas, três semanas muito difíceis, e isso se alastra por todo o estado”.

Ele ainda fala sobre a curva estar aumentando. “Poderíamos já estar descendo essa curva, mas não é o caso. Com atividades econômicas sendo retomadas aqui e ali, o vírus subiu”, conclui. Veja abaixo mais detalhes sobre este tema.

Pico da doença no estado

Sobre o pico da doença, após o aumento significativo do número de casos, Beto Preto destaca que o pico deverá ser daqui a duas ou três semanas. “Nós teremos pela frente, duas, três semanas muito difíceis, e isso se alastra por todo o estado. Veja, há um mês atrás cerca de 60 municípios tinham casos de coronavírus confirmados. Hoje [26/06], temos 339 dos 399 [municípios] com casos positivos, já que a transmissão no Paraná é comunitária”, aponta.

O secretário ainda diz que poderíamos estar em um momento melhor, porém alguns fatores, algumas retomadas fizeram o vírus aumentar com força no estado. “Poderíamos já estar descendo essa curva, mas não é o caso. Com atividades econômicas sendo retomadas aqui e ali, o vírus subiu! Por isso a necessidade de tomadas de ações diferentes, mas sempre com responsabilidade”, conclui.

Veja o vídeo:

+ Notícias