Três soldados do 13º BIB são presos acusados de matar motorista de aplicativo

  • 02/08/2020
Três soldados do 13º BIB são presos acusados de matar motorista de aplicativo

No final da tarde deste sábado (31), policiais militares prenderam três jovens acusados da morte e desaparecimento do motorista de aplicativo Uber em Ponta Grossa.

Após as prisões, policiais militares e civis foram até a cidade de Imbituva, onde localizaram o corpo do motorista no rio Imbituvão. Com apoio do corpo de bombeiros, o corpo foi retirado das águas e encaminhado ao IML de Ponta Grossa.

Os suspeitos são três soldados do 13º Batalhão de Infantaria Blindada de Ponta Grossa. Por se tratarem de militares do exército, foram autuados por ocultação de cadáver e associação criminosa encaminhados por equipe da PE do exército, onde aguardam presos o tramite da investigação, que será conduzida pelo delegado Fernando Jasinki do setor de homicídios da 13°SDP.

O veículo da vítima, que foi localizado abandonado no dia do desaparecimento da vítima, foi periciado e será entregue aos familiares do homem.

O 13º BIB se manifestou, em nota, sobre o ocorrido. Veja na íntegra:

PONTA GROSSA/ PR – O Comando do 13º Batalhão de Infantaria Blindado (13º BIB) vem, por meio desta, informar que está acompanhando investigações policiais, objetivando elucidação de homicídio do senhor Luiz André Walylo, em 29 de julho, no município de Ponta Grossa/PR. No crime há participação confessa de 03 (três) soldados recrutas do 13º BIB: Gustavo Michel de Freitas, Guilherme Procópio Leite e Vagner Huller dos Santos. Os três soldados incorporaram no Exército em março de 2020, não são militares de carreira e não se encontravam de serviço ou em operações militares no dia 29 de julho.

Cabe ressaltar que o suporte de informações está sendo direcionado ao 1º Batalhão de Polícia Militar do Paraná e à 13º Subdivisão Policial de Ponta Grossa-PR. Será aberto processo na esfera administrativa relacionado ao caso, o que PODERÁ culminar com a expulsão dos envolvidos da Instituição.

Esta Organização Militar lamenta pela conduta inaceitável dos soldados e compadece-se com os familiares da vítima pelo ocorrido.

Ponta Grossa, PR, 01 de agosto de 2020.

JAURO FRANCISCO DA SILVA FILHO – Ten Cel
Comandante do 13º Batalhão de Infantaria Blindado

Imagens: Programa COP

+ Notícias