Domingo, 14 de Agosto de 2022

Artigo D’P Agro: ‘Você conhece Milheto?’, por Maryon Strack Dalle Carbonare

21/12/2021 às 13:54
Conteúdo exclusivo publicado na Revista D’Ponta #288 Nov/Dez/2021

por Maryon Strack Dalle Carbonare

Milheto (Pennisetum glaucum) é uma gramínea de ciclo anual, de porte ereto e clima tropical, mas bem adaptada também ao clima da região dos Campos Gerais. Existem hoje uma série de cultivares disponíveis no mercado. Pode ser utilizado para cobertura do solo, produção de grãos e, no caso da pecuária, para pastejo, silagem pré-secada e silagem planta inteira.

Trata-se de uma cultura que se multiplica por semente, de rápido estabelecimento, alta produção de massa seca e qualidade bromatológica. A época preferencial de semeadura na safra, aqui em nossa região, se dá nos meses de outubro e novembro e, para safrinha, em janeiro, e dependendo do ano, também em fevereiro.

VARIEDADE X HÍBRIDO

Hoje existem no mercado híbridos de milheto que vieram através de melhoramento genético, sendo forrageiras mais produtivas e de melhor qualidade, denotando maior produção de leite e carne.

 

MILHETO PARA PASTEJO

Uma das formas de maior atualização dessa espécie é para pastejo. Alguns híbridos podem chegar até 15 pastejos, quando são bem manejados se for um ano com boas condições climáticas, principalmente, se houver chuvas para o desenvolvimento ideal da cultura. Em média, são praticados em torno de oito pastejos por safra.

Além da bovinocultura de leite, aqui em nossa região, os produtores de gado de corte têm visto no milheto uma rápida opção para pastejo de seus animais, com ótima qualidade.

Recomendações para pastejo
Altura de entrada dos animais 60 cm
Altura de saída dos animais 20 cm


MILHETO PARA PRÉ-SECADO

Outra forma de utilização do milheto, que vem ganhando espaço nos últimos anos, é para silagem pré-secada, principalmente na safrinha. Para propriedades que tem seus animais confinados e usam a base volumosa da alimentação silagem de milho e pré-secado de forrageiras de inverno, o milheto entra como uma opção para intensificação, podendo ser semeado depois da colheita do milho silagem (janeiro). Com seu ciclo rápido, é possível fazer um corte para pré-secado em torno de 50 – 60 dias, e ainda semear a cultura de inverno.

Para pré-secado ainda estamos desenvolvendo projetos de pesquisa e determinando as melhores recomendações. Segue abaixo as sugestões que já temos estabelecidas até o momento:

 

Sugestões para Pré-Secado
Ponto de Corte 90 a 100 cm
Ponto de Recolhimento 40 – 45% MS

 

 QUALIDADE BROMATOLÓGICA

Além da sua produção de massa e aceitabilidade pelos animais, o milheto é uma cultura com ótima qualidade bromatológica, com excelentes resultados em relação à proteína bruta (PB) e digestibilidade da fibra. Para pastejo, os valores de PB chegam a 22%. Quando analisamos os pré-secados, chegamos a valores em torno de 16% PB, 54% FDN (fibra em indigestível em detergente neutro) e 65% DIVFDN (digestibilidade da fibra). O milheto e  os híbridos de milheto, principalmente, estão no mercado como uma excelente opção de forrageira anual de verão, com rápido estabelecimento, ótima produção de massa e qualidade bromatológica.