Terça-feira, 23 de Julho de 2024

Governo Estadual reforça apoio à agricultura familiar em eventos de Novo Itacolomi

2023-05-21 às 15:18
Foto: Evandro Fadel/Seab-Pr

O estímulo ao crescimento na produção de frutas e o reforço na proteção dos aviários foram dois dos temas principais discutidos nos eventos técnicos da tradicional ‘Festa do Frango e da Banana’ de Novo Itacolomi, na região do Vale do Ivaí. Os dois produtos são os principais formadores do Valor Bruto de Produção (VBP) do município.

“Temos uma agricultura das mais diversificadas do mundo no Paraná, mas ainda estamos gastando muito com importação de frutas de fora do Estado”, disse o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara. “Há espaço para expandir a produção e nós do Estado seremos parceiros”, completou.

A banana começou a ser produzida em Novo Itacolomi em 1994. O primeiro produtor, Natal Rufato, foi homenageado, assim como o extensionista Ovídio César Barbosa. Atualmente o município tem 408 hectares com banana com produção de 28 toneladas por hectare. O VBP de 2021 alcançou R$ 10,9 milhões. Novo Itacolomi tem 3,1 mil habitantes.

O evento reuniu dezenas de técnicos, produtores, parceiros e lideranças de 23 municípios. O presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater (IDR-Paraná), Natalino Avance de Souza, destacou que nos 30 anos de produção de banana houve mudança na face do município. “É uma atividade que agrega renda e ajuda a segurar as famílias no campo”, afirmou.

A Cooperativa dos Agricultores Familiares de Novo Itacolomi (Cofai) é uma das principais que recebem a produção de frutas. Inaugurada em 2009, reúne 215 associados, dos quais 30% são mulheres. Ali chegam principalmente banana, laranja, tomate, pitaia, limão e maracujá, que vão para alimentação escolar de cinco municípios, além da Ceasa em Maringá.

Nos últimos anos a cooperativa pode levantar dois barracões, comprar três caminhões, instalar energia solar e melhorar toda a infraestrutura com ajuda dos programas do Estado Pró-Rural e Coopera Paraná, que investiram pouco mais de R$ 1,2 milhão. “Nosso associado está sendo valorizado”, elogiou o presidente da cooperativa, João Rodrigues Filho. “Sem a ajuda do Governo do Estado não teríamos sucesso”, complementou o prefeito Moacir Andreolla.

Em relação ao frango, Ortigara destacou a existência de mais de 21 mil aviários no Paraná. “É um setor que emprega 95 mil pessoas somente em chão de fábrica todos os dias”, destacou. Atualmente é o segundo produto que gera mais valor no campo paranaense, atrás apenas da soja. “É uma atividade que tende a crescer”, afirmou o secretário. Em Novo Itacolomi, o frango representa 52% do VBP, com R$ 130,7 milhões.

O presidente da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Otamir Cesar Martins, reforçou a necessidade de reativar todas as medidas de segurança dos barracões avícolas. “A influenza aviária é um risco muito grande”, alertou. “É preciso a máxima atenção do produtor, não pode deixar aviário aberto, não se deve receber visitas nele, o produtor é responsável por estar atento e preservar seu próprio patrimônio”, apontou.

Outros eventos

O secretário e presidentes das vinculadas também participaram, em Jandaia do Sul, da reunião dos prefeitos da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi). No mesmo município também houve a entrega de termo de fomento do Coopera Paraná no valor de R$ 591 mil para a Cooperativa dos Viticultores de Jandaia do Sul. O secretário visitou ainda o Festival da Cachaça.

da AEN