Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2022

Saúde D’P: Ora-Pro-Nóbis, de carne-dos-pobres a um alimento que faz sucesso, o que a planta apresenta de especial?

26/11/2021 às 11:49
Conteúdo exclusivo publicado na Revista D’Ponta #287 Outubro/2021

É possível que indo para o trabalho, caminhando até a feira ou supermercado, você já tenha visto uma plantinha brotando em muros ou jardins das casas pela cidade. No entanto, além de uma simples planta, pouca gente sabe que se trata da Pereskia aculeata  e Pereskia grandifolia, ou simplesmente Ora-Pro-Nóbis, um alimento altamente nutricional com propriedades químicas, que servem até como medicamentos para combater várias doenças.

Enquadrada na categoria das PANCs (Plantas Alimentícias Não Convencionais), a Ora-Pro-Nóbis (em latim significa “rogai por nós”), também conhecida popularmente como “carne-dos- pobres”, ganhou este apelido em virtude de seu alto teor proteico. Como se tornou possível encontrá-la em todo o Brasil, mais comumente da Bahia ao Rio Grande do Sul, muitos remetem sua popularização já no período colonial, quando as pessoas colhiam suas folhas, de forma escondida, nos jardins das igrejas católicas.

De acordo com a professora aposentada da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Rosi Zanoni, doutora em Química de Produtos Naturais, a Ora-Pro-Nóbis tem sua origem  na América do Sul e pode ser encontrada em várias formas. Além de seu rico valor nutricional, trata-se de uma planta fácil de cultivar e extremamente adaptável. “Pra quem não a conhece,  ela se apresenta como uma planta perene, com características de trepadeira, contém espinhos, folhas suculentas e lanceoladas, flores brancas (pereskia aculeata) e rosa (pereskia grandifolia), frutos globosos e carnosos de cor amarelo alaranjado”, explica.

Rosi Zanoni esclarece que, do ponto de vista químico, torna-se possível entender por que a Ora-Pro-Nóbis se mostra tão popular, pois sua vasta concentração de diversos minerais e vitaminas permitem que ela seja útil em muitas situações no dia a dia. “As folhas da Ora-Pro-Nóbis são uma fonte de fibras solúveis e insolúveis. Elas possuem vitaminas A e C, ácido fólico, proteínas (17 a 32%), sendo o triptofano o principal aminoácido, enquanto a fenilalanina, valina, treonina, lisina, leucina, isoleucina, metionina e histidina são os aminoácidos encontrados em menor quantidade”, conta.

Generosa em vitaminas e aminoácidos, a planta possui alta concentração de minerais como manganês, magnésio, potássio, zinco, ferro e cálcio. Seu potencial biológico se apresenta ainda maior, porque agrega em sua composição metabolitos secundários, entre eles os flavonoides, ácidos fenólicos e mucilagens. “A rica composição química determina o seu potencial como fonte sustentável de nutracêuticos e promissores ingredientes para enriquecimento de alimentos”, revela.

Outro ponto destacado pela professora Rosi Zanoni, que atua como voluntária do projeto Horto Medicinal do Departamento de Ciências Farmacêuticas da UEPG, fica por conta de diversos estudos toxicológicos que foram usados com a planta, sem que nenhum deles apontou qualquer efeito colateral. “Desta forma, a planta pode ser consumida livremente, desde que seja 25g/dia na forma de chás, sucos, saladas, refogados, massas e sopas”, completa.

Rosi Zanoni

PODEROSO REMÉDIO

Além de suas vantagens enquanto alimento, a planta se revela como um medicamento eficaz, muito usada para curar afecções de pele e processos inflamatórios, como a acne. Rosi destaca também sua utilidade para cura de ferimentos mais graves. “Ação cicatrizante em casos de queimaduras da pele e fratura óssea. Essa característica se dá pelo fato de ser um potente estimulante do nosso sistema imunológico”, afirma.

Sua alta concentração de fibras, que traz uma sensação de saciedade, também ajuda na atividade intestinal, o que facilita o trânsito das fezes, e assim combatendo a constipação intestinal. Esse aspecto, segundo aponta  Zanoni, ajuda no combate de muitas doenças, como câncer do cólon. “A ingestão de fibras pode prevenir doenças, como varizes, câncer do cólon, hemorróidas, tumores intestinais, doenças cardiovasculares e diabetes. Indicada no tratamento da anemia pela riqueza em ferro e vitamina C”, conclui.

RICA EM PROTEÍNAS

De acordo com a nutricionista Stephanie Kowalczyk, a Ora- Pro-Nóbis é indicada, sobretudo, para vegetarianos e veganos, que, por saúde ou princípios pessoais, deixam de consumir proteínas de origem animal. “Por se tratar de uma planta altamente rica em proteínas, quem não consome carne pode usar tranquilamente a Ora-Pro-Nóbis, pois ela sozinha consegue suprir esse vazio de maneira satisfatória”, aponta.

Assim como a professora Rosi, Stephanie ressalta a facilidade em utilizar a Ora-Pro-Nóbis como um ingrediente para receitas do dia, facilitando o consumo diário da planta. “A Ora-Pro-Nóbis é uma planta muito rica em ferro, então, pode ser introduzida na alimentação, a exemplo de saladas, sopas, sucos detox, etc. Dá também para picar e colocar no omelete”, sugere.

Outro ponto abordado pela nutricionista são os benefícios para além da alimentação e até emagrecimento que as folhas da planta proporcionam. Segundo Stephanie, a ingestão melhora vários aspectos e ajuda a fortalecer nossa proteção contra doenças. “Enfim, a Ora-Pro-Nóbis contribui até na saúde da nossa pele, visto que se apresenta generosa em vitaminas A, C e do complexo B, fortalecendo o sistema imunológico em tempos de pandemia”, salienta.