Bard, o ChatGPT do Google, chega ao Brasil; saiba como funciona a ferramenta | D'Ponta News - Notícias do Paraná - Jornalismo sério para leitores exigentes!
Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2024

Bard, o ChatGPT do Google, chega ao Brasil; saiba como funciona a ferramenta

2023-07-13 às 14:27
Foto: Reprodução/Getty Images

O chatbot do Google, Bard, que chega para competir com o ChatGPT, foi lançado no Brasil nesta quinta-feira (13). A ferramenta também ficou disponível na Europa. Segundo a empresa, trata-se de uma experiência separada e complementar à pesquisa do Google.

Em uma publicação, a empresa diz que o Bard busca “combinar a amplitude do conhecimento mundial com o poder, a inteligência e a criatividade de nossos grandes modelos de linguagem”. 

Ele se baseia em informações da internet para fornecer respostas novas e “de alta qualidade”, conforme anunciou a empresa. “Bard pode ser uma saída para a criatividade e uma plataforma de lançamento para a curiosidade, ajudando você a explicar as novas descobertas do Telescópio Espacial James Webb da Nasa para uma criança de 9 anos, ou aprender mais sobre os melhores atacantes do futebol no momento”, diz a publicação. 

Como funciona

O Bard é uma interface de chat com uma inteligência artificial de um grande modelo de linguagem por trás, que é o Palm 2, construído pelo time do Google, conforme explicou Gustavo Bodra, sócio da StartSe, à CNN.

“Ele funciona muito parecido com o ChatGPT. Você coloca lá o seu texto, faz os seus pedidos, conversa com ele e ele vai te trazendo as respostas”, disse.

Segundo Bodra, a ferramenta ainda não tem a capacidade dos plugins, mas você pode, por exemplo, subir imagens e pedir para ele fazer ações em cima, como explicar determinada imagem.

Diferente do ChatGPT, o Bard está conectado em tempo real à internet. Seus dados são atualizados rapidamente, então tudo que foi publicado agora na internet já pode ser acessado pela ferramenta.

Bard já está conectado à internet e tem acesso a todos os conteúdos indexados no Google”, explicou.

“Ele já está conectado também com outras ferramentas do Google, como o Maps, Gmail, Google Docs. Então ele já nasce com algumas integrações nativas. Você pode exportar os resultados do Bard para outras ferramentas do próprio Google”, acrescentou.

Esse ponto é uma vantagem competitiva em relação ao ChatGPT, que tem seus dados atualizados até meados de 2021 – a não ser que seja acessado por meio do Bing, que é o serviço de busca da Microsoft, que passou a ter acesso dados atualizados recentemente.