Segunda-feira, 27 de Maio de 2024

Bolsonaro critica atuação de Rodrigo Maia e relação entre ambos se desgasta

2020-04-17 às 10:50

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou fortemente, nesta quinta-feira, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. Bolsonaro alegou que Maia o quer fora do governo e classificou atuação do parlamentar nas medidas para minimizar os efeitos do coronavírus no Brasil como ‘péssima’.

“Eu lamento a posição do Rodrigo Maia, que resolveu assumir o papel do Executivo. Eu respeito ele, mas ele tem que me respeitar. Lamento a postura que ele vem tomando. Mas o sentimento que eu tenho é que ele não quer amenizar os problemas. Ele quer atacar o governo federal. Parece que a intenção é me tirar do governo”, afirmou Bolsonaro em entrevista ao canal CNN Brasil.

O presidente seguiu atacando Maia, afirmando que o ministro da Economia, Paulo Guedes, não tem mais contato com a Câmara dos Deputados. Bolsonaro criticou propostas vindas do Congresso e que elas podem ‘destruir a economia’ do Brasil.

“O ministro Paulo Guedes não tem mais contato com o Maia. Parece que a intenção é outra com o Rodrigo Maia. Ele está conduzindo o Brasil para o caos. Não temos como pagar uma dívida monstruosa que está aí. Não temos recursos. A intenção é esculhambar a economia para enfraquecer o governo para eles voltarem em 2022? Não estou pensando em política. Com o Brasil indo bem, todo mundo vai bem. Ele vai ser reeleito e voltar a ser presidente da Câmara. Não é uma luta aqui agora. É uma luta nossa a favor do Brasil. Essas medidas que estão sendo aprovadas são escandalosas”, desabafou.

Apesar das críticas, Bolsonaro destacou que não está rompendo com o parlamento e definiu a atuação de Rodrigo Maia no comando da Câmara dos Deputados como ‘péssima’. “O Brasil não merece o que o Rodrigo Maia está fazendo com Brasil. Não é a atuação da Câmara, é atuação dele. Me desculpa, Rodrigo Maia, mas péssima sua atuação. Quando você fala em diálogo, a gente sabe qual é. E não estou rompendo com o Parlamento, muito pelo contrário. É a verdade que deve ser dita”, finalizou Bolsonaro”, concluiu.

Minutos depois da entrevista de Bolsonaro, Rodrigo Maia foi procurado, também pela CNN Brasil, e afirmou que o presidente quer “trocar o tema da pauta”, se referindo a Luiz Henrique Mandetta, que foi demitido do Ministério da Saúde nesta tarde.