Sábado, 04 de Dezembro de 2021
foto: Clebert Gustavo

Carros voadores: confira como é a aeronave elétrica que a Gol anunciou para 2025

23/09/2021 às 18:53

Quem acompanhou a notícia de que a companhia aérea Gol encomendou 250 carros voadores elétricos, ou eVTOLs – sigla em inglês para veículo de decolagem e pouso vertical elétrico -, deve ter ficado curioso sobre como exatamente é essa aeronave.

O veículo em questão, na verdade, não irá rodar em vias juntamente com outros carros, mas vai funcionar como um táxi aéreo de menor custo, com início da operação no Brasil previsto para meados de 2025.

As negociações para compor a frota de carros voadores da Gol têm as participações do Grupo Comporte e da empresa de leasing de aeronaves Avalon. O veículo em questão é o VA-X4, projetado pela Vertical Aerospace.

Ele é capaz de transportar quatro passageiros e um piloto. E o powertrain, desenvolvido pela Rolls-Royce, permite que o veículo voe por distâncias de até 160 km a uma velocidade máxima de 320 km/h. Será possível, por exemplo, ir de São Paulo a Campinas em apenas 16 minutos a bordo desse eVTOL.

Outro destaque é o silêncio a bordo. O VA-X4 foi projetado para ser cem vezes mais silencioso do que um helicóptero durante o voo de cruzeiro e 30 vezes durante os pousos e decolagens. São 450 kg de capacidade útil, 15 metros de envergadura e 13 metros de comprimento, sendo possível pouso e decolagem a partir de helipontos.

De acordo com Stephen Fitzpatrick, CEO da Vertical, o VA-X4 vai se encaixar como uma luva como alternativa ao trânsito caótico de São Paulo, uma das maiores metrópoles da América Latina.

“O VA-X4 é ideal para uma cidade como São Paulo, com uma população de mais de 22 milhões de pessoas, incluindo a Região Metropolitana. Nossos eVTOLs transformarão a forma como viajamos em cidades de alta densidade populacional que estão congestionadas com tráfego, levando aos céus aeronaves com emissão zero”, afirma.

De acordo com o material divulgado pela Vertical a investidores, o custo de operação do veículo é de apenas US$ 1 (R$ 5,3) por pessoa para uma viagem de aproximadamente 40 quilômetros. Outra promessa é de que os controles de voo de última geração da Honeywell reduzam massivamente a carga de trabalho do piloto, diminuindo a necessidade de treinamento e custos operacionais.

 

Informações UOL. Fotos: Divulgação.