‘Ponto de Vista’: Com 15 anos de estrada, banda ‘Jogo Sujo’ lança álbum com melhores canções da carreira | D'Ponta News - Notícias do Paraná - Jornalismo sério para leitores exigentes!
Sábado, 24 de Fevereiro de 2024

‘Ponto de Vista’: Com 15 anos de estrada, banda ‘Jogo Sujo’ lança álbum com melhores canções da carreira

2023-11-18 às 18:17
Foto: Divulgação

Em bate-papo exclusivo durante o programa Ponto de Vista, apresentado por João Barbierona Rede T de rádios do Paraná, na manhã deste sábado (18), o cantor, compositor e vocalista da banda de rock gaúcha ‘Jogo Sujo’, Marcio Moraes, falou sobre os 15 anos de carreira do grupo.

Moraes conta que a banda trabalha com a questão amorosa nas canções, que tratam sobre histórias de amor bem e mal sucedidas, com uma pitada de humor. “O nome ‘Jogo Sujo’ vem disso, dessa certa dualidade que o amor tem. A gente acaba investindo todas as fichas em uma relação e muitas vezes é uma aposta que pode acabar não dando certo”, diz.

Formada por Marcio Moraes (vocal), Mateus Carrer Neto (Bateria), Lucas Chini (baixo) e João Costa (guitarras), a banda fez a gravação de um show em um bar clássico do Rio Grande do Sul, o Bar Opinião, comemorando os 15 anos de estrada, com as músicas que mais fizeram sentido durante a carreira e que marcaram a trajetória do grupo. “É um trabalho que a gente lançou 3 de novembro e que vai nos trazer muita alegria”, comenta.

O trabalho está disponível no YouTube e em todas as plataformas de áudio. “O álbum tem referências de Tim Maia, Soul Music, funk, que a gente está trabalhando com sopros, metais, uma big band. A gente vinha sempre com um formato mais rock n’ roll, com baixo, guitarra e bateria, e esse disco é uma ponte. Pegamos as músicas que a gente trabalhou por 15 anos neste formato mais rock e fez esses arranjos com naipe de metais, backing vocal, teclado, toda uma estrutura que é a vibe do próximo disco”, explica Marcio Moraes.

Referências e análise do cenário musical atual

Entre as referências da banda está o gaúcho Júpiter Maçã, que montou toda a trajetória do rock gaúcho, conforme conta Moraes, mas hoje o leque de vertentes ampliou e tem referências de Tim Maia, Reginaldo Rossi, Amado Batista, Roberto Carlos, Erasmo Carlos.

Sobre as produções musicais descartáveis no mercado, Marcio reflete que elas sempre existiram, desde as décadas de 70 a 90, “mas tem trabalhos que realmente ficam e esses artistas acabam ficando no mercado. Acredito que sempre teve músicas que não são tão boas, quanto músicas que vão ficar para a eternidade”, completa.

Acompanhe o trabalho da banda Jogo Sujo no YouTube: