Sexta-feira, 19 de Julho de 2024

Robson Gracie, grande mestre de jiu-jítsu, morre aos 88 anos

2023-04-29 às 12:46
Foto: Divulgação

O grande mestre de jiu-jítsu Robson Gracie, morreu, aos 88 anos, na noite dessa sexta-feira (28), no Rio de Janeiro. A informação sobre o óbito do ex-lutador foi confirmada pela neta dele, Kyra Gracie, em publicação nas mídias sociais.

Robson foi um dos grandes expoentes da família Gracie e um dos maiores defensores e divulgadores do jiu-jítsu, além das artes marciais mistas (MMA, na sigla em inglês), no Brasil. Não foram divulgados detalhes sobre a causa da morte.

História
Nascido em 16 de janeiro de 1935, o faixa vermelha — nono e mais alto grau da modalidade esportiva — foi o segundo filho do grande mestre Carlos Gracie.

Nos anos 1950, seguiu os passos do tio Hélio Gracie e do irmão Carlson, estreando no Vale-Tudo, com vitória sobre Artur Emídio. Mais tarde, venceria, também, Valdo Santana, irmão de Valdemar Santana.

Robson também teve envolvimento na política. A notoriedade no jiu-jítsu o levou a ser contratado como guarda-costas de Leonel Brizola, à época deputado federal do Estado da Guanabara e cunhado do então presidente João Goulart.

Após o golpe militar de 1964, Robson Gracie foi preso por 64 dias e torturado, até ser liberado por intervenção do tio Hélio.

Mais tarde, na década de 1980, durante o primeiro mandato de Brizola como governador do Rio de Janeiro, Robson assumiu a presidência da Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (Suderj).

do Metrópoles