Turnê do RBD no Brasil começa nesta quinta-feira (9); shows marcam retorno da banda ao país após 15 anos | D'Ponta News - Notícias do Paraná - Jornalismo sério para leitores exigentes!
Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024

Turnê do RBD no Brasil começa nesta quinta-feira (9); shows marcam retorno da banda ao país após 15 anos

2023-11-09 às 10:44
Foto: Divulgação/Instagram

Falta pouco para o primeiro show da turnê “Soy Rebelde Tour” no Brasil. Os shows marcarão o retorno do RBD ao país após 15 anos — a última apresentação aconteceu em dezembro de 2008, durante a turnê de despedida do grupo.

O Brasil será o terceiro país a receber os shows marcados por nostalgia e muitos hits. Formado agora por cinco integrantes, após Alfonso Herrera decidir não participar da turnê de reencontro, o RBD realizará oito shows, a partir de hoje, em duas cidades: Rio de Janeiro e São Paulo.

O show tem mais de duas horas de duração e apresenta músicas de todos os seis álbuns do grupo — “Rebelde” (2004), “Nuestro Amor” (2005), “Celestial” (2006), “Rebels” (2006), “Empezar Desde Cero” (2007) e “Para Olvidarte de Mí” (2009). É certo que o foco fica em cima dos dois primeiros.

Todos os integrantes possuem um momento solo no palco. Christopher Uckermann canta “Inalcanzable”, Dulce Maria apresenta “No Pares”, Maite Perroni performa “Empezar Desde Cero” e Anahi canta “Sálvame”. Já Christian Chávez alterna duas músicas entre os shows: “I Wanna Be The Rain” e “Tu Amor”. Em shows na Colômbia, ainda cantou trechos de “Feliz Cumpleaños” e “Una Canción” à capela.

O aguardado Medley Baladas, com as faixas “Una Canción”, “A Tu Lado”, “Quizá” e “Adiós”, está confirmado.Pelo menos é o que disse Christopher em um vídeo recente. “Siempre He Estado Aquí”, lançada durante a pandemia, e “Cerquita de Ti”, single promocional da turnê, completam a setlist (confira a lista de músicas completa no final do texto).

O palco é bem maior que os usados por eles entre 2004 e 2008. O espaço possui mais estrutura, mais efeitos de luzes e mais pirotecnia. Logo na entrada, a banda aparece içada em uma plataforma que sobrevoa o palco durante “Tras de Mí”, música escolhida para abrir o espetáculo.

Leia a matéria completa do UOL