Segunda-feira, 20 de Maio de 2024

“Vou levar McDonald’s para você na cadeia”, ironizou coronel a Mauro Cid

2024-02-21 às 11:14
Foto: Lula Marques/Agência Brasil

Uma das conversas apreendidas pela Polícia Federal (PF) revela que a possibilidade de prisão do tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL), chegou a ser ironizada pelo coronel da ativa Romão Corrêa Netto, um dos investigados na apuração sobre a suposta tentativa de golpe de Estado.

Trecho da conversa incluída no inquérito aponta que “militares revelam a ciência da inexistência de fraudes” nas eleições”, diz a polícia.

“Sou eu que vou levar McDonald’s pra você na cadeia”, escreveu Corrêa Netto para Cid, em novembro de 2022. Em resposta à ironia do colega de farda, Cid ri e informa: “Estou no STF (Supremo Tribunal Federal)”. Corrêa então escreve: “Eu hein!”.

Ao jornal O Globo, a defesa de Cid disse que a informação não é relevante e que não iria comentar. À época, o então ajudante de ordens acompanhava Bolsonaro em uma visita institucional aos ministros da Corte, dois dias após o segundo turno. Na ocasião, o ex-presidente resistia e dar qualquer declaração admitindo a derrota eleitoral.