Sexta-feira, 12 de Abril de 2024

AMCG reúne lideranças e debate novos investimentos para os Campos Gerais

2024-02-23 às 08:15

A Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) realizou, na manhã desta quinta-feira (22), em Carambeí, a primeira reunião ordinária de 2024. O evento reuniu prefeitos, secretários estaduais, deputados, vereadores e outras lideranças a fim de debater novos investimentos e políticas públicas para todos os 19 municípios que compõem a entidade.

O encontro colocou em pauta a implementação do novo sistema de pedágio; a atuação da Companhia Paranaense de Energia (Copel) nos Campos Gerais; novos programas da Secretaria Estadual de Indústria, Comércio e Serviços; e a realização de operações de crédito por parte das prefeituras através do Banco do Brasil.

Para a presidente da AMCG e prefeita de Carambeí, Elisangela Pedroso, o encontro foi fundamental para dar voz aos prefeitos e estreitar ainda mais as relações entre os municípios e as esferas estadual e federal. “Procuramos abordar temas que estão presentes no cotidiano dos nossos municípios. Com isso, esperamos estimular o desenvolvimento de maneira conjunta”, apontou.

Elisangela ainda apontou a importância da presença de lideranças do governo do Estado e governo Federal. “Mais uma vez todos mostraram companheirismo com as prefeituras da AMCG. São parcerias que nos ajudam diariamente a fazer uma região mais forte, garantindo os investimentos e projetos necessários para uma melhor qualidade de vida da nossa população”, disse.

Novo pedágio

Em entrevista à imprensa, o secretário estadual de Infraestrutura e Logística e deputado federal, Sandro Alex, prestou esclarecimentos quanto ao novo sistema de pedágio. “É uma alegria poder visitar os Campos Gerais, ao lado de tantas lideranças que atuam junto aos municípios. Na semana que vem, dia 28 de fevereiro, teremos o início das operações do pedágio. Com isso, uma série de responsabilidades deverão ser cumpridas, incluindo uma ampla fiscalização”, apontou.

Sandro Alex ainda comentou sobre a implementação do sistema. “Não teremos a cobrança do pedágio já na próxima semana. O que acontecerá é o início da prestação de serviços em cada um dos lotes já definidos. A realização da cobrança ficará a critério da Agência Reguladora após algumas obrigações contratuais. A partir disso, a data de início das cobranças será informada com até 10 dias de antecedência”, explicou o secretário, que também reforçou a importância da retomada dos serviços previstos pelo modelo de concessão para cada uma das cidades.

Industrialização

O secretário estadual de Indústria, Comércio e Serviços, Ricardo Barros, também esteve presente no evento para expor as principais políticas públicas ofertadas pela pasta. “Como comecei minha vida política como prefeito, sou um municipalista. Nesta reunião, pude debater políticas de desenvolvimento junto aos gestores. Vamos construir mais de 200 barracões industriais neste ano nas cidades do Paraná, justamente com a intenção de fomentar esse crescimento. Queremos compreender como as gestões pretendem especializar a economia dos seus respectivos municípios”, ressaltou.

da assessoria