Sexta-feira, 03 de Dezembro de 2021
foto: Clebert Gustavo

Campos Gerais realiza Oficina para criação de Plano Integrado

18/11/2021 às 20:47

Representantes de 18 municípios da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) e de Cândido de Abreu participaram na tarde de hoje da Oficina de Diagnóstico do programa Paraná Produtivo da Secretaria de Estado de Planejamento e Projetos Estruturantes. Esta foi a primeira etapa do projeto, que deve ter continuidade nos próximos meses e garantir a criação do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado (PDRI) dos Campos Gerais. “Nosso objetivo é gerar prosperidade para a região”, explicou o coordenador geral da Secretaria, Marcelo Percinotto.

Conforme o coordenador, são duas as estratégias para a construção do programa: o protagonismo regional para o desenvolvimento econômico e sustentável e a efetividade das ações. “Nesta oficina definimos ‘a cara’ da região, o que é mais importante”, disse, lembrando que as próximas etapas serão estabelecidas as oportunidades além das potenciais parcerias para a construção do plano. “Vamos estabelecer governança e disponibilizar apoio técnico”, garantiu.

A oficina de diagnóstico teve início com a apresentação do Banco de Informações Regionais, disponível na plataforma do Paraná Produtivo, pelo economista João Tonin. “Conseguimos enxergar uma grande diversificação na geração de riquezas da região”, apontou, citando o potencial agropecuário, que representa 14,2% da riqueza da região. O PIB per capta dos Campos Gerais também foi ponto de destaque, pois é 6% maior que o restante do Estado do Paraná.

Com base nos dados, os participantes da primeira oficina iniciaram debate sobre a priorização de recursos que deve pautar as próximas etapas do programa. O resultado do encontro, que reuniu mais de 100 pessoas, será apresentado e discutido na Oficina de Oportunidades, agendada para o dia 2 de dezembro.

Para o economista, com base nos dados, a região deve olhar para o desenvolvimento de setores chave quanto aos insumos locais, a industrialização de produtos da região, ampliar estabelecimentos no setor do turismo, além de realizar ações para garantir a manutenção das empresas, por exemplo. Conforme os participantes, os investimentos devem focar na agroindústria, agricultura familiar, turismo, educação empreendedora, estímulo às cidades inteligentes, além da capacitação da mão de obra regional.

 

da Assessoria. Foto: Pexels