Sexta-feira, 14 de Junho de 2024

Eleições 2020: Rildo propõe Auxílio Emergencial em Tibagi de R$ 300 para 2021

2020-11-06 às 17:43

Benefício atenderia famílias já cadastradas em programas sociais

O candidato a reeleição à prefeitura de Tibagi, Rildo Leonardi e a candidata a vice-prefeita, Helynez Santos Ribas, lançaram nas redes sociais, no início da semana, a proposta de instituir, a partir do início de 2021, o Auxílio Emergencial Municipal, de R$ 300,00, para atender famílias em situação de vulnerabilidade social, já inscritas em programas sociais. O objetivo é suplementar o Auxílio Emergencial do governo federal, que deve ser encerrado em dezembro deste ano. O candidato do MDB, detalhou o projeto, durante uma live, na tarde desta quinta-feira (05).

De acordo com Rildo, a iniciativa só será possível porque o executivo estaria sem dívidas, com as contas em dia e com dinheiro em caixa. “Já conversamos com o nosso financeiro. Temos condições sólidas de implantar este benefício, que vai ajudar, principalmente famílias em situação de risco, algumas com contas de água e luz atrasadas, prestes a serem cortadas. O governo estadual adiou a cobrança destas despesas para a população, mas a conta está chegando e em Tibagi, muitas famílias, ainda estarão em situação crítica no início de 2021. Com certeza será um alívio para esta parcela da população e também para o comércio local, que terá um incremento importante na economia”, avaliou.

Rildo ainda comentou que deve sugerir a iniciativa a outros prefeitos da região através da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG). “Os municípios, que como nós, estiverem com as contas em dia e com dinheiro em caixa, devem e podem fazer esse projeto. É hora dos municípios se ajudarem. Se a economia parar, a região dos Campos Gerais inteira perde”, argumentou.

O próximo passo para a implantação da proposta será encaminhar o projeto para aprovação na Câmara Municipal, para inclusão no orçamento, ainda este ano, após o resultado das urnas, no dia 15 de novembro. “Acredito muito, que se formos vitoriosos nas urnas, conseguiremos a aprovação deste projeto pela câmara de vereadores. Estamos confiantes que será um grande alívio para os que mais precisam nesta retomada pós-pandemia”, relatou.

Da assessoria