Domingo, 19 de Maio de 2024

Em Ponta Grossa, técnica de enfermagem sofre com mensagens preconceituosas após testar positivo para Coronavírus

2020-05-07 às 11:33

Uma técnica em enfermagem que atua na linha de frente da Covid-19 nas cidades de Castro e Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, diz ter sido alvo de comentários preconceituosos após testar positivo para a doença.

Sueli Aparecida dos Santos trabalha no Hospital Regional de Ponta Grossa e também em uma Unidade Básica de Saúde de Castro.

Ponta Grossa e Castro somam juntas 22 casos da Covid-19. Em todo o Paraná são 1.627 diagnósticos e 101 mortes causadas pela doença, segundo boletim da Secretaria Estadual da Saúde desta quarta-feira (6).

A técnica em enfermagem foi diagnosticada com o coronavírus no fim de abril, após um exame feito em um laboratório particular.

Sueli conta que assim que algumas pessoas souberam que ela estava infectada começou a receber mensagens preconceituosas.

A técnica disse ainda que uma foto dela vacinando uma criança circulou pelas redes sociais, dizendo que ela estava trabalhando infectada, o que não é verdade, segundo ela.

“A pior coisa que existe é preconceito do povo. Quando descobriram, começou no meu telefone, mandando ‘enfermeira infectada’. A parte emocional foi a pior”, contou.

A profissional da saúde diz não saber ao certo como se contaminou com o vírus. Sueli conta que tomava todos os cuidados para evitar o contágio. Mesmo assim, recebeu mensagens de pessoas dizendo que ela havia buscado pelo vírus.

“A gente tá na linha de frente, a gente não sabe se a pessoa tá com o vírus ou não. Ninguém vai buscar vírus, essa falta de empatia foi a pior parte para mim”, disse.

Para ler a matéria completa no Portal G1, clique aqui.

Imagens/informações: Portal G1.