Domingo, 17 de Outubro de 2021
foto: Clebert Gustavo

Fotos: Capela que estava em obras desde 2018 é reaberta aos fiéis nos Campos Gerais

25/08/2021 às 19:21

A capela de localidade mais antiga da Paróquia Menino Jesus, no bairro Nossa Senhora de Lourdes, em Reserva, foi reaberta aos fiéis no último domingo (22), com missa celebrada pelo padre Wagner Oliveira. Aproximadamente 70 pessoas participaram. Fechada para passar por uma radical reforma desde julho de 2018, a igreja continua no mesmo lugar, mas, agora, com inúmeras melhorias, que representam um investimento de R$ 600 mil, gastos com mão de obra, bancos, objetos, parte elétrica e estrutural, além de equipamentos.

Os apoios da comunidade e de fora dela, em especial da matriz da Paróquia Menino Jesus, realizaram o sonho antigo da revitalização do espaço religioso, conhecido há quase 60 anos e que vinha se deteriorando. A antiga capela foi demolida e foi preciso refazer a igreja por completo. Ainda não está 100% concluída. Falta o acabamento externo. A obra é conduzida pelo engenheiro Edson Sperafico, arquiteta Kauane Defaix e pedreiro Dejairo Faustin, assessorados pelo coordenador do Conselho Pastoral Paroquial, Pedro Alexandre da Silva. Primeiro, foram trocados os telhados e instalados os pré-moldados, em julho de 2018. As paredes externas foram erguidas em outubro do mesmo ano. A demolição da antiga capela ocorreu somente em fevereiro de 2020.

Para levantar fundos, foram organizadas diversas promoções, entre pasteladas e bazares, realizados respeitando todos os protocolos sanitários, além de terem sido distribuídos carnês de arrecadação. A troca dos 20 bancos, por exemplo, foi custeada com ajuda de colaboradores, por intermédio dos bloquinhos de contribuição. “Em nome de toda a paróquia, quero agradecer imensamente a generosidade e o empenho de cada um para que esse momento fosse possível. Cada detalhe foi e sempre será muito significativo. Deus os recompense por tudo e a Virgem Maria Nossa Senhora de Lurdes cubra a todos com o seu manto sagrado”, enalteceu o vigário Wagner Oliveira.

O padre aproveita para lembrar que ainda será preciso terminar a parte externa da igreja. “Conto com o empenho de todos. Continuemos unidos, colaborando e, principalmente, testemunhando a nossa fé em comunhão”, afirmou. O nascimento da Capela Nossa Senhora de Lourdes se confunde com a construção da atualo Matriz, em 1964. Não há registros exatos de quando ela foi erguida, mas se sabe que a madeira da primeira igreja matriz de Reserva foi reutilizada na construção da primeira igreja no bairro.

“Está sendo maravilhoso! Desde que entrei na Pastoral da Catequese, estamos lutando para isso e fazem 15 anos que sou catequista. Nesse um ano e cinco meses, concretizamos esse sonho, na parte de dentro. Ainda tem muita coisa a ser feita, mas com a ajuda da comunidade e Deus nos guiando, logo terminaremos”, comentou Aline Camargo Antunes, coordenadora da Catequese na comunidade.

“A igreja ficou muito aconchegante, linda, cheia de detalhes pensados com muito carinho e convidativos para a oração. Espero que isso motive as pessoas a buscarem mais intensamente estar na presença do Senhor e as leve a se reconhecerem como parte integrante da comunidade. Foram muitos corações unidos em um só propósito. Que essa manifestação de fé, unidade e doação seja estímulo para muitos fiéis”, complementa padre Wagner Oliveira.

da Assessoria