Segunda-feira, 22 de Abril de 2024

Lideranças da região respondem: existe união entre os municípios dos Campos Gerais?

2020-07-25 às 09:42

“A união faz a força” é um dos ditados populares mais conhecidos e talvez um dos mais verdadeiros. Tradicionalmente, reivindicações feitas em conjunto pelos municípios ganham mais peso e relevância junto ao governo do estado e costumam ser atendidas com mais agilidade e eficiência. A união também ajuda os gestores a tomarem decisões em conjunto que possam beneficiar toda a região. Essa soma de esforços impacta diretamente no dia a dia da população na forma de serviços públicos mais amplos e melhores. Pensando nisso, conversamos com prefeitos e lideranças da região para saber se existe união entre os municípios dos Campos Gerais.

UNIÃO EXISTE, MAS É POSSÍVEL AVANÇAR MAIS

Marcelo Rangel (Foto: Divulgação)

“Eu posso dizer que temos, sim, uma grande união. Eu tenho muito respeito pelos prefeitos dos Campos Gerais. Nós realizamos um trabalho em conjunto e também compartilhamos boas ações. A nossa meta é que os prefeitos tenham um contato ainda mais amplo e ampliem esse conhecimento por meio da tecnologia. A maior conquista que tivemos nesse sentido foi a implantação do SAMU Regional em todas as cidades da região. Nenhuma cidade do interior tinha um SAMU organizado, e hoje até mesmo os menores municípios e distritos rurais têm a condição de receber o helicóptero e as ambulâncias. Eu acredito que temos que ter uma união maior para reivindicar recursos do governo federal e, por meio de bons projetos, avançar no desenvolvimento econômico da região. Unidos, podemos conseguir até mesmo votações importantes no Congresso, que possam fortalecer o setor produtivo rural, as cooperativas e as indústrias. Os Campos Gerais são a região que mais cresce no Paraná, e eu credito isso ao bom trabalho que os prefeitos desempenham em suas cidades”

Marcelo Rangel, prefeito de Ponta Grossa

MUNICÍPIOS UNIDOS SÃO ATENDIDOS COM MAIS RAPIDEZ

João Barbiero (Foto: Divulgação)

“Os municípios dos Campos Gerais são muito desunidos, e os principais articuladores dessa unidade deveriam ser os gestores de cada município. A AMCG [Associação dos Municípios dos Campos Gerais], a meu ver, tenta construir essa proximidade, mas não consegue; os escritórios regionais do governo do estado não incentivam essa união; e o município de Ponta Grossa, por ser o maior da região, também deveria assumir essa tarefa com mais intensidade. Se houvesse união, a busca por benefícios regionais poderia não sobrecarregar setores específicos em algumas cidades. Além disso, o reflexo e a força das reivindicações seriam muito maiores e também a possibilidade conquistá-las. Como secretário de estado, eu percebi que algumas regiões que reivindicavam em conjunto, apresentando projetos em conjunto, eram atendidas de forma mais rápida e eficaz. Temos que ter consciência da força da nossa região e sabedoria para usar essa força para o bem de todos. Dizer que a nossa região é unida é uma piada, infelizmente”

João Barbiero, empresário e ex-secretário de estado do Esporte e do Turismo

QUANTO MAIS UNIÃO, MAIS VALORIZAÇÃO

Osmar Blum (Foto: Divulgação)

“Existe, sim, uma parceria muito grande entre alguns prefeitos que têm maior afinidade, e seria maravilhoso se mais gestores estivessem juntos, lutando pelos Campos Gerais. Talvez a gente pudesse ser mais próximos, não como pessoas, mas como políticos. Carambeí tem um diferencial perto de alguns municípios, que é a existência de grandes empresas, mas algumas cidades não têm isso. Com uma união mais forte, poderíamos fazer com que esses municípios fossem contemplados com grandes empresas e começassem a descentralizar de Ponta Grossa. Foi essa união que possibilitou a criação do Hospital Regional de Telêmaco Borba, que abriu as portas recentemente, após uma espera de mais de dez anos. O helicóptero do SAMU e a reativação do Aeroporto Sant’Ana, em Ponta Grossa, são conquistas de que todos os gestores participaram de alguma maneira e que beneficiam a todos os municípios dos Campos Gerais. Quanto mais unidos estivermos, mais a nossa região será valorizada”

Osmar Blum, prefeito de Carambeí

ASSOCIAÇÃO É A PONTE ENTRE OS MUNICÍPIOS

Juca Sloboda (Foto: Divulgação)

“Eu acredito que exista, sim, união entre os municípios dos Campos Gerais, e a AMCG é uma ponte importante para que os prefeitos estejam sempre em contato. A associação promove reuniões mensais para que os gestores trabalhem em conjunto, cuidando dos assuntos de interesse da região. Entre as conquistas dessa união, estão a implantação do CimSaúde para atender 19 municípios dos Campos Gerais, e, mais recentemente, do CIMSAMU, que engloba 17 cidades. O CimSaúde realiza um trabalho essencial na região, disponibilizando novas especialidades para a população e diminuindo a demanda por atendimento de média e alta complexidade nos municípios. Este ano, grandes avanços foram realizados, o que está resultando no salvamento de centenas de vidas com o SAMU, com ambulâncias e suporte aéreo. Além dessas conquistas na área da saúde, a AMCG busca o desenvolvimento regional em todos os setores, possibilitando o desenvolvimento dos municípios da região por meio da tríplice hélice, que reúne os setores público e privado, bem como a academia”

José Sloboda, presidente da Associação dos Municípios dos Campos Gerais

Por Michelle de Geus | Fotos: Divulgação