Segunda-feira, 19 de Abril de 2021
foto: Clebert Gustavo

Paróquias da Diocese de PG realizam programação diferenciada na ‘Semana Santa’

31/03/2021 às 10:15

No pior momento da pandemia provocada pelo Coronavírus, a Igreja como defensora intransigente da vida, faz ecoar o desejo de seu pastor, dom Sergio Arthur Braschi, que orienta a observância das normas sanitárias em respeito à saúde de todos, padres e fiéis. Nas 17 cidades da Diocese de Ponta Grossa, as paróquias têm adotado sistemáticas próprias para controlar o fluxo de pessoas e levar os católicos a vivenciar os principais momentos da Semana Santa, seja via internet ou no modelo drive in.

Obedecendo o decreto do governo do Estado ou em conformidade com as determinações municipais, as comunidades têm exigido agendamento não só para as celebrações presenciais como para confissões, muito procuradas especialmente nesta semana.

Na quarta-feira (31), na Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, no Núcleo Santa Paula, em Ponta Grossa, cinco padres atendem os fiéis, das 6h às 19 horas. A matriz ainda realiza, às 17 horas, missa para enfermos e idosos no sistema drive in. Na Sexta-Feira Santa, Paixão e Morte do Senhor, haverá exposição do Santíssimo, das 7h às 12 horas, com altar montado no estacionamento da igreja. Orações e adoração serão feitas de dentro dos carros. Às 15 horas, a Cruz será levada de automóvel pelas ruas da vila.

São muitos os momentos de oração, celebrações penitenciais e vigílias, que, neste ano, a exemplo de 2020, serão mais breves. Alteração como a verificada em relação à procissão do Domingo de Ramos e o Rito do Lava-Pés, na Missa da Ceia do Senhor, na Quinta-Feira Santa, que seguem suspensos. A Missa do Crisma, que, ano passado, foi transferida para setembro, está mantida para às 9 horas do dia 1º, na Catedral Sant’Ana, reunindo apenas os sacerdotes da Diocese. A celebração será transmitida pela Rádio Sant’Ana. Muitas paróquias já atingiram a totalidade de lotação de suas igrejas matriz, especialmente, para as celebrações do Tríduo Pascal. A orientação é para que a programação seja acompanhada pelas mídias sociais.

Encenações da Paixão de Cristo

Como aconteceu em 2020, as tradicionais encenações da Paixão de Cristo foram canceladas. Realizados há décadas, os espetáculos são tradicionais como o que acontece em Castro, onde a apresentação completaria 31 anos em 2021. Idealizada e apresentada pela Paróquia de São Judas Tadeu, nos últimos quatro anos a encenação abrange outras comunidades como Perpétuo Socorro, Matriz Sant’Ana, Nossa Senhora do Rosário, capelas e até mesmo o interior. O teatro da Paixão ainda é tradicional em Irati – encenado há 26 anos por um grupo da Capela São Francisco, da Paróquia Nossa Senhora da Luz – e em Ponta Grossa, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima.

Da assessoria