Quinta-feira, 20 de Junho de 2024

Vídeo: “Vamos fazer o que for possível para ter uma saúde de qualidade”, afirma Sergio Belich, prefeito eleito de Palmeira

2020-11-16 às 17:47

Na noite deste domingo (15), Sergio Belich (DEM) foi eleito o novo prefeito de Palmeira com 9.193 votos, o equivalente a 46,86% dos votos. Na tarde desta segunda-feira (16), o prefeito eleito participou de uma entrevista no portal D’Ponta News

Segundo ele, a saúde é o ponto mais importante do plano de governo. “A saúde é o mais importante, tínhamos três hospitais em Palmeira, vamos tomar algumas ações junto à comunidade e aos médicos da cidade”, afirma.

Sobre como pretende melhorar a cidade de Palmeira, ele relata que só o diálogo constrói algo concreto. “Acima de tudo tem que ter diálogo, fazer uma grande reunião com médico e especialistas e achar um ponto em comum. Vamos fazer o que for possível para ter uma saúde de qualidade. Vamos reunir uma equipe e achar uma solução. Tudo dentro da lei e com muito diálogo”, enfatiza.

Belich ainda afirma que pretende unificar secretarias, mas sem prejudicar as pastas. “Teremos sete secretarias, no máximo oito, já temos uma ideia de unificação de secretarias e nenhuma delas sairá prejudicada”. Ele também falou da economia que isso causa ao município. “Com essa redução, cerca de R$ 700 mil por ano de economia serão registrados. Esse dinheiro será investido em áreas mais importantes para a população”, diz.

O eleito também fala que não irá permitir corrupção no governo e que para isso conta com o apoio dos vereadores, tanto da situação como da oposição. “Irei falar com todos os vereadores da situação e da oposição, para que fiscalizem tudo. Não vou permitir corrupção no meu governo”, relata.

Por fim, Belich relata que tem muita vontade de fazer mais pela cidade e que sabe quais os maiores problemas relatados pelos moradores de Palmeira. “O que a gente mais escuta de pedidos é a saúde e a melhoria das estradas rurais. Com muito trabalho e serenidade vamos conseguir fazer o melhor para Palmeira. Não sou nenhum salvador da pátria, mas estou à disposição da comunidade”, conclui.

Acompanhe a entrevista na íntegra