Quinta-feira, 07 de Julho de 2022

“A música é uma necessidade natural do ser humano”, reflete Boró, cantor de PG

26/05/2022 às 11:36

Músico destaque no cenário ponta-grossense, Boró participou de bate-papo durante o programa Manhã Total, apresentado por João Barbiero na rádio Lagoa Dourada FM, nesta quinta-feira (26).

Conhecido por interpretar músicas dos anos 80, Boró afirma que uma das suas principais referências musicais é Almir Sater. “Ele é um cara muito parecido com o que eu curto, fala de bicho, do interior, do homem do campo. Ele só trabalha com letristas de primeiríssima linha. Embora eu seja músico, penso muito na parte literária, penso demais na letra. Um cara que escreve ‘um dia a gente chega e no outro vai embora’, olha a profundidade! A primeira vez que eu ouvi ela teve uma conotação romântica, mas depois ela teve outra interpretação quando meu irmão faleceu. Essa música ela tem significado para um monte de coisa que você está vivendo”, reflete.

Para Boró, a música exerce a função de arte na sociedade. “É entretenimento de qualidade, é a ‘cola’ do mundo. Por causa da mídia, da educação, tende-se a idolatrar o artista, mas a música é natural do ser humano, é uma necessidade natural, em qualquer lugar do planeta vai ter um cara tocando uma música”, pontua.

Sonhos

O cantor revela que ainda não realizou todos os sonhos que possui na área da música. “Muitos sonhos eu realizei, mas não todos. Eu queria ser produtor, consegui produzir vários cantores, organizei carreiras e repertórios, trabalhei com a Bianca Rocha que hoje está no Canadá, cantora fabulosa de Ponta Grossa, fomos no programa Raul Gil também”, relembra.

Boró ainda conta o motivo pelo qual decidiu se fixar na Princesa dos Campos e não em grandes cidades, onde existem mais oportunidades na área em que atua. “Eu não queria encarar coisa de ir pra São Paulo, Rio de Janeiro, porque tem muita gente, e a música não é necessária só lá, a gente precisa de música no interior também. Consegui fazer muita música, ganhamos muitos FUCs, concorrendo com compositores do Brasil inteiro”, diz.

Durante o programa, Boró cantou trechos das canções: ‘Tocando em frente’, de Almir Sater, e ‘Mais uma de amor’, da banda Blitz. Confira na íntegra: