Sexta-feira, 12 de Abril de 2024

Exposição virtual retrata o passado e presente do Botequim da XV

2024-02-23 às 08:39

O Museu Cenas de Ponta Grossa abre nova exposição com fotografias inéditas do acervo Botequim Original XV, bar instalado no icônico imóvel localizado na esquina das ruas XV de Novembro com Augusto Ribas. A exposição ‘Botequim da XV: olhares sobre o processo de restauro’ conta com 12 fotografias e faz um passeio pelo tempo, começando com uma imagem da década de 1930 e seguindo com fotos que acompanham a restauração do imóvel a partir de 2004. Já é possível conferir clicando aqui.

O acervo foi doado pelo idealizador e proprietário do Botequim, Jovercino Pereira, e passou por um processo de curadoria, catalogação e digitalização pela historiadora Vitória Gabriela de Oliveira. O texto que acompanha a exposição, com diversas curiosidades e informações históricas, é do jornalista e diretor executivo do Museu Cenas, Eduardo Godoy. “Quem conversa com o Pereira logo percebe sua paixão pela história, tanto do imóvel como da cultura cervejeira. Essa exposição revela ao público o árduo trabalho que é o processo de restauro de um prédio histórico. No caso do Botequim da XV, tanto a restauração, o uso, a ambientação e a conservação do imóvel se tornaram referência não só em Ponta Grossa, mas em todo o Paraná, quando falamos de preservação do patrimônio material”, conta Godoy.

Para a historiadora responsável pelo Museu Cenas, as fotografias não registram somente a história do estabelecimento, mas sim uma parte da cultura boêmia da cidade como um espaço de sociabilidade. “O bar acaba se tornando um espaço de memórias, então, se a gente pensar para além das fotos inéditas, a gente também tem essa questão de ser um espaço onde esses frequentadores contam suas histórias, um espaço de relações. Ou seja, para além dos prédios, existe essa questão de história e memória preservada”, comenta Vitória.

Tombado como Patrimônio Cultural de Ponta Grossa, o imóvel data do final do século XIX (informações não-oficiais indicam o ano de 1875). Em sua trajetória foi utilizado como residência de Theóphilo Cunha, sediou a Alfaiataria Biela, a Malharia Salina, a Bombonière da Anastácia, a Padaria Pão Quente e a Distribuidora de Doces Acácia.

Pereira conta que a obra de restauro, iniciada em 2004 e finalizada em 2005, custou o dobro do previsto inicialmente e foi supervisionada pelo Conselho Municipal de Patrimônio Cultural (Compac). As imagens mostram a parte externa do imóvel com tapumes cobrindo a pintura desgastada, a troca do telhado e do forro, a retirada do assoalho (que teve suas vigas de madeiras reaproveitadas na restauração das portas e janelas), e o resultado final, que transformou a casa de mais de um século em um típico botequim da década de 30, com referências brasileiras e argentinas. “O processo de restauro foi um verdadeiro ‘trabalho de parto’, mas valeu a pena. Seria mais fácil e mais barato fazer em outro lugar, mas tinha que ser ali”, comenta Pereira.

Idealizado pela ABC Projetos Culturais em parceria com a Estratégia Projetos Criativos, o Museu Cenas é um repositório de fotografias digital em funcionamento desde 2021, com o patrocínio do Sicredi. Atualmente, o projeto conta com mais de 4.500 fotografias históricas, muitas delas inéditas, de acervos públicos e particulares digitalizadas e disponíveis para download e consulta. As imagens narram a história de Ponta Grossa e de sua população através de temas e épocas diversas, com registros de construções, personalidades e pontos turísticos.

da assessoria