Segunda-feira, 27 de Maio de 2024

Professores da UEPG lançam material online com orientações para pessoas em grupo de risco

2020-04-15 às 10:57

O e-book “Covid-19: Orientações para Grupos de Risco” já está disponível na plataforma da Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Culturais da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Proex-UEPG). A iniciativa partiu do Grupo de Estudos em Epidemiologia e Cuidados em Saúde e do Grupo de Enfrentamento à Covid-19, com a organização dos professores Erildo Vicente Müller, Giovani Marino Favero e Rafael Gomes Ditterich.

O livro traz informações baseadas em evidências científicas para os grupos mais vulneráveis à doença. As recomendações são destinadas às pessoas que possuem HIV-AIDS, hipertensão arterial sistêmica, diabete mellitus, tabagismo e aos pacientes oncológicos. Segundo Erildo Vicente Müller, professor associado do departamento de enfermagem e saúde pública e do programa de pós-graduação em ciências da saúde da UEPG, o guia reúne as principais recomendações e os cuidados indicados para os grupos que apresentam comorbidades.

O docente conta que a ideia surgiu a partir do trabalho que desempenha na universidade. “Eu faço e oriento pesquisas na iniciação científica e na pós-graduação sobre doenças crônicas, como HIV/AIDS, e doenças cardiovasculares. Ambas são consideradas perigosas porque agravam a reação do corpo à Covid-19, aumentando o nível de complicações. Com base nesses dados, buscamos elaborar um material que pudesse ser compreendido facilmente”, detalha.

Conforme Erildo, o objetivo principal era compilar as informações e torná-las acessíveis à população. “Como estamos no projeto de enfrentamento da Covid-19, transformamos os dados técnicos em linguagem coloquial. Para essa finalidade, contamos com a ajuda do grupo de pesquisa em epidemiologia e cuidados em saúde e orientandos do programa de pós-graduação em ciências da saúde”, diz.

O professor reforça o papel dos cientistas e acadêmicos no fornecimento de subsídios para que a população enfrente a pandemia de maneira consciente. “Acho que essa é uma das nossas atribuições, precisamos chegar a todos enquanto docentes, pesquisadores e acadêmicos da universidade pública. Temos muitas fake news circulando pela internet, por isso produzir e divulgar informações de qualidade, baseadas em evidências científicas, é fundamental nesse momento”, finaliza Erildo.

Consulte o material clicando aqui.

Imagens/informações: UEPG.