Segunda-feira, 08 de Agosto de 2022

Aplicativo ponta-grossense é opção de passatempo durante pandemia

13/04/2020 às 15:39

O Wishers é um aplicativo genuinamente ponta-grossense que busca reunir pessoas que procuram novas amizades e companhia. Lançado em outubro de 2019, o app conta com quase mil cadastros e tem tentado se adaptar ao momento de isolamento social vivido por conta da pandemia do novo coronavírus.

O QUE É WISHERS?

É um ‘aplicativo de companhia’. Uma plataforma que busca conectar as pessoas de forma offline, marcar eventos, encontros, boas conversas e novas amizades. “O Wishers surgiu após a observação de três infelizes constatações: a primeira é que sete em cada dez pessoas preferem ficar em casa à sair sem companhia. A segunda é o fato de estarmos em segundo lugar no ranking mundial de horas conectados.O brasileiro passa em média nove horas por dia conectado à internet, 100 dias por ano totalmente online. Além disso, nos últimos três anos tivemos um aumento de 150% em casos de depressão entre jovens. Diante desta nefasta tríade, nasceu a ideia de desenvolvermos um aplicativo que conectasse as pessoas, de forma orgânica, efetiva para fins construtivos, sem explorar a inveja, fofoca ou a sexualidade.”, relata Ruiter Junior, fundador do Wishers.

Segundo Ruiter, da primeira etapa, em outubro de 2019, até dia 3 de abril, o Wishers tinha pouco mais de 600 usuários cadastrados. “De 3 de abril até hoje aumentamos em quase 50% o número de usuários, chegando a exatos 910”, comemora.

ADAPTAÇÃO DO APLICATIVO AO ISOLAMENTO SOCIAL

Ruiter é enfático ao dizer que contrariando o objetivo do aplicativo, este não é o momento de incentivar encontros, por conta do isolamento social. “O app tem como missão conectar as pessoas à vida real, de preferência olho no olho, porém no momento não podemos e nem queremos incentivar isso. Infelizmente temos que aguardar pacientemente essa fase passar. Sendo assim, o que temos observado é que as pessoas procuram algo pra fazer. O app está surgindo como uma opção de entretenimento construtivo, por exemplo: no Wishers você encontra terapeuta holística, professora de yôga, personal trainer, professor de música, de autocad e por aí vai, todos oferecendo consultas, aulas e mentorias totalmente gratuitas. Basta você mandar a solicitação de participação, combinar os detalhes pelo chat do app e na hora marcada se encontrarem virtualmente”, conta o fundador.

CONECTAR PESSOAS

Em entrevista ao D’Ponta News, Ruiter Junior contou algumas situações que chamaram atenção nestes meses de aplicativo. “Logo no lançamento do app, houveram duas situações antagônicas que chamaram a atenção. A primeira foi a de uma moça que queria companhia para comemorar o próprio aniversário em um bar da cidade. Na segunda, teve uma família inteira [seis pessoas] que combinou um jantar pelo aplicativo. Todos os dias surgem novas atividades por lá, é bem interessante observar isso!”, analisa.

NOVIDADES NO APLICATIVO

O aplicativo foi dividido em três fases para avaliar as necessidades dos usuários e aperfeiçoar o modo de conectar as pessoas. “A primeira, lançada em outubro de 2019, oferecemos apenas a oportunidade das pessoas registrarem seus interesses e desejos em forma de proposição de atividades. A pessoa registrava o que queria fazer, estipulava data e horário e informava de quantas pessoas precisaria como companhia para realizar tal atividade. Esse início foi muito importante para identificarmos as necessidades, o perfil e a movimentação dos usuários no app. Neste momento, identificamos que as pessoas precisavam mais do que vontade de fazer alguma coisa, elas precisavam de estímulos para registrar atividades no aplicativo. Foi a partir daí que bolamos o desenvolvimento de ferramentas, as quais modelamos e pretendíamos lançar no dia 24 de abril de 2020, porém com a crise sentimos a necessidade de anteciparmos o lançamento, que foi no dia 3 de abril”, explica Ruiter.

Nesta segunda fase, a novidade é a ‘gamificação’. “É chamada por nós de ‘Wishback’. Toda atividade que o usuário realiza, gera para ele e para os demais participantes uma pontuação, além disso nós implantamos no aplicativo a possibilidade de empresas e empreendedores também oferecerem seus produtos e serviços, dessa forma o usuário soma pontos ao fazer compras nos ‘places‘ credenciados”, conta. Por último, o ‘Wishcash’ também permite ao aplicativo ajudar projetos sociais da cidade; funciona assim: o projeto indica usuários ao app e toda compra que este usuário fizer [nos places credenciados] gera para o projeto o retorno de até R$1. Esse valor pode ajudar projetos sem fins lucrativos a manter uma renda extra para custear seus compromissos mensais. O SOS Bichos e a Casulo Casa Colaborativa, além de várias atléticas das universidades da cidade já estão cadastradas para se beneficiar do nosso aplicativo”, complementa.

DURANTE A PANDEMIA, OLHO NO OLHO SÓ SE FOR ONLINE

O fundador do aplicativo deixou um recado aos usuários neste momento de pandemia. “Para finalizar eu preciso observar um detalhe interessante. O Wishers sempre teve como foco incentivar a vida offline, o olho no olho, o abraço, o aperto de mão, a companhia agradável e sincera, coisas da vida que nesse momento estão proibidas de se fazer livremente. Essa fase triste vai passar e esperamos que aquela pessoa que passa nove horas na internet, ou aquela pessoa que não consegue sair de casa sem companhia, veja a vida diferente, dando mais valor as experiências reais, as pessoas reais, que estão perto! É isso que nós acreditamos e é por isso que nós existimos”, finaliza Ruiter.

Para usar o Wishers, basta baixar o app nas lojas virtuais de Android e iOS.

Ruiter Junior, fundador da Wishers.