Domingo, 22 de Maio de 2022

Cientistas cultivam planta em solo lunar pela primeira vez na história

13/05/2022 às 17:08
Foto: Divulgação/Universidade da Flórida

Cientistas cultivaram plantas em solo lunar pela primeira vez na história. Utilizando amostras da Lua coletadas nas missões Apollo, os pesquisadores conseguiram fazer os vegetais brotar e crescer na superfície do satélite da Terra.

Os resultados da pesquisa foram publicados na última quinta-feira (12) na seção Communications Biology da Nature, renomada revista científica britânica.

A ideia de desenvolver o estudo partiu da curiosidade dos pesquisadores do Instituto de Alimentos e Ciências Agrícolas da Universidade da Flórida em saber se seria possível cultivar plantas no solo da Lua, que é considerado muito duro.

Contudo, mesmo com as altas expectativas pelos resultados, os cientistas não tinham certeza se as sementes das plantas seriam capazes de se desenvolver em um solo que reúne condições muito diferentes das encontradas na Terra. Os resultados surpreenderam.

“Ficamos maravilhados. Nós não prevíamos que as sementes brotariam. Isso nos revelou que os solos lunares não interromperam os hormônios e os sinais envolvidos na germinação das plantas”, destacou Anna-Lisa Paul, uma das autoras do estudo, em comunicado divulgado pela Universidade da Flórida.

Os especialistas observaram, porém, que as plantas cultivadas em solo lunar eram menores do que as desenvolvidas na superfície terrestre, além de crescerem mais lentamente do que o normal.

O experimento foi planejado em moldes considerados simples. Os materiais utilizados foram água, sementes, luz, nutrientes e, o mais importante, o solo lunar.

As amostras da Lua foram coletadas pelas missões Apollo 11, 12, e 17, e os pesquisadores tiveram de esperar mais de 11 anos para a Nasa emprestar as 12 gramas do solo utilizadas no estudo.

Um dos principais objetivos dos especialistas é fazer com que, no futuro, seja possível cultivar alimentos na Lua, dado que há a previsão de novas missões serem lançadas levando humanos ao satélite da Terra em breve, como no caso do Programa Artemis.

“A Artemis vai exigir uma melhor compreensão de como cultivar plantas no espaço. E para futuras missões espaciais mais longas, podemos usar a Lua como um hub ou plataforma de lançamento”, disse Rob Ferl, co-autor do estudo e docente da Universidade da Flórida.

do IG