Segunda-feira, 27 de Junho de 2022

Confira dicas do adestrador Manoel Lysandro Ferreira para melhorar o comportamento do seu pet

06/05/2022 às 11:57

O adestrador de cães Manoel Lysandro Ferreira, participou do Manhã Total desta sexta-feira (6) e deu dicas sobre o adestramento de cães. Com dez anos de experiência na área, Manoel treina pets, cães de proteção, detecção e resgate – inclusive do DEPEN e da Guarda Municipal. O trabalho com os cães das forças de segurança é voluntário.

Manoel explica que os cães trabalhadores precisam ser independentes, não obedientes, mas controlados: “o importante é que ele desempenhe a função dele”. O adestrador detalha que, tanto no treinamento de trabalho como no doméstico, o ideal é que o cão seja adestrado desde filhote, e que já esteja com o ciclo de vacinação completo – com idade preferencial entre 60 e 90 dias.

No treinamento doméstico o pedido mais comum é que o cão faça suas necessidades nos locais corretos. Ferreira explica: “nesse caso, você precisa escolher um local específico, distante da alimentação,  da água e da caminha”.

Manoel conta que, numa sessão de 40 minutos de adestramento, normalmente feita na casa dos clientes, o tutor treina o cão em torno de meia hora. “Para que, depois do treinamento concluído, o cão obedeça o tutor e não o adestrador”, aponta.

Para cães domésticos é fundamental estabelecer um horário para a alimentação, e este horário vai estar relacionado às necessidades. “Isso condiciona o animal. Geralmente os cães fazem as necessidades logo depois da alimentação – e, então, recompensamos o comportamento positivo”, pontua Manoel.

No treinamento “é necessário demonstrar segurança, e o grito é um sinal de descontrole. Precisamos mostrar que estamos no controle da situação, exercendo liderança. Também é preciso ter paciência e saber o que você espera do cão”, afirma.

Quando um comportamento como morder chinelos se torna um vício, Manoel explica que o cão tem que ser tirado do ambiente que estimula aquele comportamento e “precisa ter outros brinquedos para que ele direcione a atenção para estes brinquedos”.

Também é importante que um veterinário acompanhe o animal para a alimentação correta. O profissional vai esclarecer quantas vezes por dia o pet precisa ou pode ser alimentado e quais as porções necessárias em cada refeição.

Encontre o adestrador no Facebook ou pelo telefone: (42) 99822-7023

Assista ao programa na íntegra: