Segunda-feira, 27 de Maio de 2024

Pausa na Netflix: conheça 5 livros que irão prender você à leitura

2020-04-25 às 18:32

Em tempos de quarentena, o uso dos aplicativos de filmes e séries em streaming, como a Netflix, Globoplay Amazon Prime, entre tantos outros, definitivamente explodiu. Prova disso foi a redução da qualidade das transmissões, medida tomada por alguns aplicativos no final de março. Desta forma, a quantidade de dados enviados e recebidos são menores, evitando um colapso no sistema e permitindo que todo mundo possa seguir maratonando.

O que muita gente deixou de lado na quarentena, em especial os mais jovens, foram os livros. Tudo bem! A gente até entende que, com a quantidade de títulos nos catálogos online, a ansiedade que toma conta para saber o que vai acontecer na sequência de uma série e as inúmeras lives de grandes artistas, você passe mais tempo do que o normal na frente da tv.

O que não dá pra esquecer é que ler também tem seus benefícios. Um costume simples que, além de movimentar seu cérebro, te leva à uma viagem sem sair do sofá. O Guia do Estudante listou 4 bons motivos que podem te fazer começar a ler um novo livro ainda hoje.

  1. MELHORA O FUNCIONAMENTO DO CÉREBRO: São inúmeras as pesquisas que comprovam que ler aumenta as conexões neurais, fazendo com que o cérebro funcione melhor. É como fazer ginástica, só que para a cabeça! Além disso, uma pesquisa da Universidade Emory, dos EUA, descobriram que ler afeta nosso cérebro como se realmente tivéssemos vivenciado os eventos sobre o qual estamos lendo. Outro estudo dos EUA também descobriu que a redução do funcionamento do cérebro, na velhice, pode ser reduzida em cerca de 30% se a pessoa mantiver hábitos de leitura, além de proteger contra doenças como o mal de Alzheimer. Ler também faz com que a receptividade à linguagem aumente no cérebro – o que facilita na hora de aprender um idioma novo, por exemplo.
  2. ESTIMULA A CRIATIVIDADE: Você fica mais inteligente quando lê muito, e também melhora a escrita e seu vocabulário. Disso você já sabe. Outra habilidade que se desenvolve mais é a da criatividade: quando lemos um livro em estilo romance, por exemplo, a capacidade de imaginar o cenário em que a ação se desenvolve, além da imagem física dos personagens, leva a criar um outro mundo dentro de nossas cabeças. O mais legal é sempre buscar ler livros que mostrem uma época muito diferente da nossa – um clássico inglês do século 19, por exemplo – ou um outro mundo, literalmente – experimente as versões em livro de sucessos da fantasia, como Harry Potter, O senhor dos aneis ou Game of Thrones. Com toda a certeza sua mente vai viajar e você voltará à sua realidade como se tivesse de fato visitado outro planeta.
  3. INCITA O SENSO CRÍTICO: Por que o mundo é como é? Por que você pensa como pensa? Perguntas do tipo são comuns quando você começa a questionar a vida e a sociedade, ou seja, quando começa a desenvolver seu senso crítico. O mais incrível da literatura é que, nos introduzindo a realidades e épocas diferentes, ela acaba suscitando reflexões que talvez não teríamos se ficássemos sempre presos ao nosso cotidiano e à nossa rotina fixa. Ler abre a mente, e isso pode te tornar uma pessoa melhor. Provavelmente, também por causa do próximo – e último – item.
  4. PROVOCA EMPATIA: Empatia é uma capacidade bastante em falta no mundo, e consiste basicamente em compreender e se solidarizar, emocionalmente, com um outro alguém. E um estudo publicado na revista Psychology Today provou que a leitura tem esse exato efeito: aumentar nossa capacidade de sentir empatia. A razão é um pouco óbvia: quando estamos lendo, nos conectamos com a realidade de outro alguém (mesmo que seja fictício) e podemos entender o que é ser aquela outra pessoa. Literalmente, sabemos o que é estar no lugar dela e que tipo de sentimentos essa pessoa têm, talvez tão diferente de nós mesmos. Outro estudo pode parecer mais familiar a você, leitor: uma pesquisa feita na Itália mostrou que os jovens que leram Harry Potter são menos preconceituosos e têm mais probabilidade de se solidarizar com minorias sociais, como homossexuais, negros e imigrantes. Por quê? Por conta da associação feita entre a luta de Harry contra o preconceito pelos bruxos nascidos “trouxas” e os grupos marginalizados da vida real.

A reportagem do D’Ponta News convidou o psicanalista, historiador e escritor Daniel Frances para que fizesse uma seleção de 5 bons livros que irão prender você à leitura.

Confere os escolhidos.

Daniel Frances é historiador, psicanalista e autor de livros sobre sociologia e história.

5 LIVROS PARA UMA QUARENTENA SADIA

Fugi nesta lista da indicação dos clássicos que são imprescindíveis para qualquer ser humano e ofereço cinco (3 creio, desconhecidos pela grande maioria) de muita profundidade e verdade.  

UM CAMINHO COM O CORAÇÃO de Jack Kornfield. Uma bela jornada para dentro da alma humana tanto prática quanto teórica de forma a entendermos mais sobre a vivência da espiritualidade.

O LIVRO DOS ABRAÇOS de Eduardo Galeano. Autor de uma das mais importantes obras do século XX (Veias abertas da América Latina) neste livro delicioso, cheio de pequenas historietas, Galeano nos faz viajar pela história da humanidade.

SAPIENS de Yuval Harari. Uma maravilhosa obra sobre a história da humanidade cheia de curiosidades e pensamentos sobre os descaminhos do capitalismo e dos homens.

PAULA de Isabel Allende. Li este livro faz muitos anos e ele me marcou profundamente e que li de forma voraz. É um retrato pessoal da vida da autora que perdeu uma filha de 28 anos ao entrar em coma. Isabel escreve para quando a filha acordar as lembranças da família. Tocante e profundo.

A MENINA QUE ROUBAVA LIVROS de Marcos Zusak. O mais acessível dos livros indicados. Um retrato forte sobre o nazismo e o holocausto e sobre a capacidade que temos de manter a sanidade em tempos de ódio.

E aí, qual sua próxima leitura?