Sexta-feira, 18 de Junho de 2021
foto: Clebert Gustavo

“Depois de 24 anos apanhando, o Paraná não tem o direito de errar”, diz Romanelli sobre concessão de pedágios

03/05/2021 às 15:33

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) reafirmou nesta segunda-feira (3), que o Paraná precisa estar mobilizado para defender que o Estado tenha o melhor modelo de concessão rodoviária. “Depois de 24 anos apanhando, o Paraná não tem o direito de errar”, afirmou o parlamentar em entrevista para a Rede de Rádios.

Romanelli enfatizou que a Assembleia Legislativa do Paraná segue no processo de sensibilização da sociedade e nesta semana iniciou uma campanha nos meios de comunicação para mobilizar os paranaenses em torno de uma proposta que seja adequada ao Estado.

“Vivemos um momento importante, que vai interferir na história do Paraná pelos próximos 30 anos. Todos devem estar mobilizados”, disse Romanelli. “O que queremos é uma coisa simples e objetiva: licitação pelo menor preço de tarifa e com garantia real da realização das obras”, acentuou.

TCU – O legislativo estadual, afirmou Romanelli que integra a Frente Parlamentar sobre o Pedágio, adotou uma posição firme contra o chamado modelo híbrido que o governo federal quer impor ao Estado. Ele lembra que 44 deputados assinaram uma representação enviada ao Tribunal de Contas da União (TCU) pedindo a suspensão de todas as etapas da licitação, e que 54 parlamentares assinaram um manifesto de alerta ao Ministério da Infraestrutura e Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) sobre as futuras concessões no Paraná.

O TCU deixou claro, reafirma Romanelli, que deve haver autorização da Assembleia Legislativa para que rodovias estaduais sejam incluídas nos lotes da licitação, e que todo o processo deve considerar uma solução para obras que não foram realizadas pelas atuais concessionárias. “Não podemos pagar duas vezes pela mesma obra”, reforça.

da ALEP Notícias