Segunda-feira, 24 de Junho de 2024

Instituto Mundo Melhor promove a capacitação profissional de milhares de pessoas em todo o Brasil

2020-07-22 às 12:24

Há quatro meses, desde que as medidas de isolamento social entraram em vigor, o Instituto Mundo Melhor (IMM) fortaleceu a oferta de cursos online através do seu ambiente virtual de aprendizagem (AVA). A iniciativa rendeu bons resultados, contabilizando 3.552 cursos em 120 dias.

Os acessos aos cursos vieram de diferentes cidades, inclusive até de outros estados, com destaque para Curitiba com 1.365 cursos, Ponta Grossa com 500, São Luís do Maranhão (MA) com 193 e Guaratuba com 185 participações. O vice-presidente da Lojas MM, empresa mantenedora do Instituto, Marcio Pauliki, comenta que há alguns anos o Instituto se dedica à formação de jovens, onde além dos projetos presenciais, atua fortemente no mundo virtual.

Para Pauliki, esse número expressivo de participações evidencia que a ideia de liberar os cursos para comunidade deu certo. “Nosso intuito foi intensificar a oferta de cursos para que, além de incentivar as pessoas a ficarem em casa, elas possam aproveitar para se qualificar. Acreditamos que essa também é uma forma da empresa apoiar e estar ao lado das pessoas neste momento”, evidencia.

Desenvolvido pela Woli Treinamento e Consultoria de Araxá (MG), com certificação acadêmica da Unopar Ponta Grossa (PR), o ambiente virtual de aprendizagem pode ser acessado de qualquer lugar e oferece mais de 230 cursos nas áreas de educação, saúde, bem-estar, informática, línguas, administração, empreendedorismo e governança doméstica.

A responsável pelo ambiente virtual, Fernanda Matos, explica que o Mundo Melhor continua atendendo o público em geral através do sistema de cursos online, quem tiver interesse basta acessar o site e mandar um e-mail solicitando o cadastro. Ela destaca ainda que, desde 2011, o Instituto Mundo Melhor acredita na potência da educação à distância, por tratar-se de uma metodologia acessível, viável e capaz de gerar conhecimento.

Imagens: Agência Brasil/informações: Assessoria de imprensa.