Quinta-feira, 23 de Maio de 2024

O único produto que teve aumento de vendas durante a pandemia no Paraná foram as bebidas alcoólicas

2020-05-01 às 08:34

O Paraná perdeu R$ 420 milhões na arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em abril de 2020 na comparação com o mesmo período de 2019, de acordo com o novo boletim conjuntural elaborado pelas secretarias de Planejamento e Projetos Estruturantes e da Fazenda e divulgado nesta quinta-feira (30).O novo boletim conjuntural elaborado pelas secretarias de Planejamento e Projetos Estruturantes e da Fazenda e divulgado nesta quinta-feira (30) mostra que a queda na atividade econômica se acentuou nos últimos dias no Paraná e recuou 33,7% entre 7 de março e 26 de abril. No comércio e alimentação houve retração de 31,3% e o segmento industrial retraiu 36,8%. O cálculo até o dia 19 de abril apontava encolhimento de 28,8% (total), de -24% (comércio e alimentação) e -35,3% (indústrias). Os resultados sofreram influência do recesso de Tiradentes. Entre os dados interessantes da pesquisa, está que o único produto que registrou aumento de vendas no Paraná comparando o período anterior à pandemia e a semana de 20 a 26 de abril, foi bebida alcóolica, que teve aumento de 2% das vendas. Entre os que registraram menores perdas, estão a venda de tratores (91%), iluminação (90%), laticínios, ovos e mel  (90%), carnes, peixes e frutos do mar (87%), Frutas, verduras e raízes (85%), e Televisores (84%). Os produtos que apresentaram maior queda foram automóveis, que têm apenas 43% das vendas. 

No relatório por setores, é possível verificar que o setor mais prejudicado é o de cama, mesa e banho, que está vendendo apenas 30% do normal, seguido dos calçados (31%), restaurantes e lanchonetes (34%) e vestuário (37%).

Em relação à semana anterior – Os resultados das vendas na semana encerrada no dia 26 indicam aumento no volume em alguns setores na comparação com a semana anterior: hipermercados e supermercados; restaurantes e lanchonetes; vestuário e acessórios; calçados; televisores; telefone celular; móveis; colchões; e cama, mesa e banho. Houve queda nas vendas em farmácias; lojas de materiais de construção e ferragens; áudio, vídeo e eletrodomésticos; informática e telefonia; iluminação; e linha branca. Em relação aos produtos alimentícios, aumentaram as vendas de frutas, verduras e raízes, e laticínios, ovos e mel. Carnes, peixes e frutos do mar, e cereais, farinhas, sementes, chá e café permaneceram estáveis. A venda de bebidas alcoólicas e bebidas não alcoólicas apresentou recuperação nessa semana. 

Imagens/informações: Bem Paraná.