Sexta-feira, 19 de Julho de 2024

PG recebe R$ 105,4 milhões em repasses do Governo do Paraná no primeiro trimestre

2023-04-13 às 10:19
Foto: PMPG

O Governo do Estado repassou cerca de R$ 3,8 bilhões aos municípios de janeiro a março de 2023, primeiros meses da nova gestão. São transferências constitucionais da parcela que cabe às prefeituras nos recursos oriundos do ICMS (Imposto sobre Mercadorias e Serviços) e do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Também estão incluídos fundo de exportação e royalties do petróleo. Ponta Grossa recebeu o total de R$ 105,4 milhões neste período.

O montante repassado em janeiro (R$ 1,81 bilhão), fevereiro (R$ 953,2 milhões) e março (R$ 1,02 bilhão) é revertido em serviços públicos prestados à população nas áreas da saúde, educação, segurança pública, transporte e infraestrutura.

Do total, R$ 1,91 bilhão é do ICMS. O valor depositado aos municípios corresponde a 25% do arrecadado pelo Estado. Desse montante, 20% são direcionados ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). O imposto é o mais importante tributo em volume de recursos arrecadados, pois é distribuído de acordo com o Índice de Participação dos Municípios (IPM), cuja transferência é constitucional.

O valor arrecadado em IPVA é dividido em partes iguais (50%) entre o Estado e os municípios, levando em conta cada veículo emplacado nas localidades. No primeiro trimestre a arrecadação inclui a quitação à vista do imposto e os pagamentos parcelados. De janeiro a março de 2023, os repasses somaram R$ 1,92 bilhão. Também foram destinados recursos do fundo de exportação (R$ 20,1 milhões) e royalties do petróleo (R$ 626 mil) arrecadados pelo Estado.

As transferências são liberadas de acordo com os respectivos Índices de Participação dos Municípios (IPM), conforme determina a Constituição Federal. Eles são apurados anualmente para aplicação no exercício seguinte, observando os critérios estabelecidos pelas legislações estaduais.

Confira as cidades que mais receberam repasses no período: 

Curitiba (R$ 639,3 milhões)

Araucária (R$ 157,2 milhões)

Londrina (R$ 155,3 milhões)

Maringá (R$ 145,5 milhões)

São José dos Pinhais (R$ 129,4 milhões)

Cascavel (R$ 113,9 milhões)

Ponta Grossa (R$ 105,4 milhões)

Foz do Iguaçu (R$ 79,7 milhões)

Toledo (R$ 66,6 milhões)

Guarapuava (R$ 58,7 milhões)

As demais prefeituras podem consultar os valores mensais e anuais por município AQUI.

da AEN