Sábado, 20 de Julho de 2024

Educação D’P: Sepam – É tempo de aprovação

2023-05-14 às 10:41

Com cinco aprovações em Medicina na UEPG e dezenas de aprovações em outros cursos concorridos, como Direito, Odontologia, Farmácia e nas Engenharias, tanto na universidade ponta-grossense quanto em outras instituições públicas renomadas, como UFPR, UTFPR, UFRGS, Unicentro e Unioeste, o Sepam Vestibulares mais uma vez bate recorde de aprovações na última temporada de vestibulares, colocando mais de 100 alunos em algumas das principais instituições de ensino superior do Brasil

Por Michelle de Geus

Conquistar uma vaga em uma universidade e dar os primeiros passos em busca de uma carreira de sucesso é o objetivo da maioria dos alunos que estão terminando ou já terminaram o Ensino Médio. Mas, realizar esse sonho exige mais do que esforço e dedicação – que também são muito importantes. É preciso contar com professores bem preparados e sempre dispostos a tirar dúvidas; material didático de qualidade, que abarque os conteúdos mais cobrados nos principais vestibulares; e uma metodologia de ensino eficaz que realmente prepare os candidatos para as provas.

Essa é justamente a base do Sepam Vestibulares, que mais uma vez bateu recorde de aprovações na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) nesta última temporada de vestibulares. Ao todo, foram 55 aprovações nas áreas da Ciências Exatas, Agrárias, Sociais, Humanas, Jurídicas e Biológicas, incluindo cinco em Medicina, um dos cursos mais concorridos da instituição. Através do Processo Seletivo Seriado (PSS), foram mais 42 estudantes aceitos nos diversos cursos. Somando vestibular e PSS, 22 alunos do Sepam ficaram com os primeiros lugares nos seus cursos. O Colégio também se destacou com aprovações em outras instituições públicas renomadas, como UFPR, UTFPR, Unicentro, Unioeste e UFRGS, bem como em respeitadas instituições privadas de ensino superior, como Mackenzie, Pequeno Príncipe e PUC.

Além dos vestibulares tradicionais e processos seriados das instituições, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) também faz parte da preparação do Colégio Sepam e do Sepam Vestibulares. No último ENEM, realizado em 2022, o Sepam conquistou aprovações na UTFPR, UFPR, UFSC, entre outras instituições que destinam parte de suas vagas a alunos com alto rendimento no ENEM.

Ensino de excelência

Segundo o coordenador do Sepam Vestibulares, Yuri Sócrates Saleh Hichmeh, o volume de aprovados do Colégio se mantém muito próximo de um ano para o outro, tanto através do PSS quanto do vestibular. “Essa constância é reflexo de um ensino de excelência construído desde a base nos anos iniciais”, afirma, destacando que a presença do Colégio entre os aprovados de Medicina da UEPG sempre foi muito forte. “No PSS para Medicina, já foram ofertadas desde o início, em 2006, 170 vagas, sendo que o Sepam teve mais 70 alunos matriculados somente pelo PSS, fora as vagas conquistadas pelo vestibular convencional”, conta Yuri, citando ainda as aprovações em outros cursos concorridos, como Direito, Odontologia, Farmácia e nas Engenharias.

Múltiplas frentes

“Quando falamos de estratégia de ensino, o elogio que mais recebemos é o quão à vontade os alunos se sentem com a nossa equipe”, menciona o coordenador. Ele comenta que todos os professores têm muito “tempo de tablado” e experiência em cursos pré-vestibulares, pois trabalham continuamente para que o aluno tenha um aprendizado tranquilo e abrangente de todo o conteúdo. Para melhorar ainda mais o processo de aprendizagem, o Colégio oferece material didático de alta qualidade; plantões de dúvidas; orientação individual de rendimento; oficina de redação; e outros serviços essenciais para o candidato conquistar a sua aprovação. “Nós trabalhamos em múltiplas frentes para estimular o aluno a tirar as suas dúvidas, conversar diretamente com o professor e ter um entrosamento com a equipe”, detalha.

Mais eficiência no estudo

Na visão de Yuri, um dos principais destaques do Sepam Vestibulares é o trabalho de orientação individual de rendimento, que envolve conversas e avaliações sobre o conteúdo didático, carreira e possibilidades de trabalho. “Às vezes acontece de o aluno chegar ao pré-vestibular ainda com dúvidas sobre o futuro e sem uma ideia finalizada de qual curso quer”, explica. “A partir disso, trabalhamos o rendimento não apenas em termos de produtividade e resolução de diversas questões, mas também estimulamos esse estudante a conhecer as suas aptidões e quais são as áreas que mais lhe interessam”, acrescenta.

Com uma ideia mais clara sobre o futuro, o candidato é orientado a implementar uma rotina de estudos que leve em consideração o curso escolhido e a instituição para a qual ele prestará vestibular. “Existe aluno que é disciplinado, mas não sabe estudar e aí acaba sentindo uma fragilidade em termos de nota e rendimento. Nós temos como resolver isso com a expertise em preparação de quase 50 anos de curso pré-vestibular”, observa Hichmeh, ressaltando que o Sepam Vestibulares também aborda o desenvolvimento integral dos alunos. “Nós sempre frisamos que o aluno não é um número ou uma máquina. Ele precisa dos seus momentos de tranquilidade, de atividades de outra natureza e de relaxamento, até mesmo para poder fazer juízo de tudo aquilo que ele está vendo em sala de aula”, explica.

Ajuda para toda a vida

Se hoje Lucas Stadler Karau, de apenas 17 anos, comemora a aprovação em primeiro lugar no curso de Direito da UEPG, o Sepam teve um papel fundamental nisso. Lucas entrou no Colégio em 2013, ainda no Ensino Fundamental, e estudou na instituição até se formar no Ensino Médio, em 2022. No terceirão, ele decidiu não fazer a prova do vestibular e focar no PSS, pois já acumulara notas boas nos dois anos anteriores. A estratégia deu certo e ele conquistou a aprovação.

“Os diferencias do Sepam sempre foram a equipe de profissionais e o material, que são muito bons desde que eu entrei” (Lucas Stadler Karau, 17 anos, aprovado em primeiro lugar no PSS para o curso de Direito da UEPG)

“Os diferencias do Sepam, para mim, sempre foram a equipe de profissionais e o material, que são muito bons desde que eu entrei. Além disso, o Colégio sempre esteve preocupado com o desempenho e a saúde mental dos alunos”, avalia Lucas, citando que os professores orientam os candidatos a estudarem do jeito certo e ensinam a analisar os próprios erros nas provas. “O Sepam certamente vai me ajudar para o resto da vida com os ensinamentos de moral e ética que aprendi nas aulas. Não vou me esquecer jamais do que aprendi lá”, acrescenta.

Alegrias de uma nova fase

Larissa Hupalo Pereira, de 22 anos, passou no vestibular para Medicina na Universidade Federal do Paraná (UFPR) e na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e garante que o Sepam foi essencial para essa conquista. “O Sepam realmente soube como me auxiliar na conquista da minha vaga. Eles me ensinaram a lidar melhor com a minha ansiedade, com as minhas inseguranças e com o medo de eu não conseguir construir a vida que eu quero para mim”, afirma, destacando que o Colégio se preocupa em formar alunos para a vida e não apenas para ingressar no Ensino Superior. “O que eu aprendi ali transcende a fase do vestibular. Aprendi não só os conteúdos e a como me preparar para uma prova, mas também muitas coisas que hoje eu levo para a construção da profissional que eu quero ser”, acrescenta.

“O Sepam me ensinou a lidar com a minha ansiedade, com as minhas inseguranças e com o medo de não conseguir construir a vida que eu quero para mim” (Larissa Hupalo Pereira, 22 anos, aprovada no vestibular para Medicina da UFPR e da UEPG)

Larissa entrou no Sepam Vestibulares em 2018, quando fazia o terceirão em outra instituição. De 2019 a 2022, foram quatro anos estudando somente no Sepam, tendo participado de mais de dez concursos para Medicina: PSS, ENEM, vestibular na UEPG e vestibular na UFPR. “O Sepam é uma parte muito linda da minha trajetória e eu sou muito grata a toda a equipe. Hoje eu estou matriculada em Medicina na UFPR e muito feliz por esta minha nova fase que se inicia após essa tão sonhada aprovação.”, declara.

Fonte de inspiração

Ana Carolina Troyner Yamamoto entrou no Sepam em 2011, com apenas cinco anos de idade, e estudou por 12 anos na instituição. “Foi no Sepam onde eu cresci, fiz as minhas amizades mais significativas e tive as experiências que mais influenciaram a minha jornada e a pessoa que eu sou”, aponta a jovem, aprovada em segundo lugar no curso de Letras da UEPG através do PSS e também no curso de Psicologia da Unicesumar, os quais está cursando simultaneamente.

“O High School proporciona uma grande dose de cultura que não é contemplada no currículo usual brasileiro e promove uma imersão total na língua inglesa” (Ana Carolina Troyner Yamamoto, aluna do High School Sepam aprovada em Letras na UEPG e Psicologia na Unicesumar)

Para ela, os eventos e atividades promovidos pelo Colégio a ajudaram a aprender mais sobre si mesma e a descobrir a sua paixão pela educação. “Os professores sempre foram uma grande fonte de inspiração para mim. Ensinando com muita paixão e dedicação, eles tocaram a minha alma com as suas aulas e conselhos, além de me incentivarem muito depois que eu lhes disse que queria ser professora”, lembra.

A estudante destaca que ter ingressado no High School Sepam, curso oferecido com exclusividade pelo Sepam nos Campos Gerais, realizado em parceria com a Universidade do Missouri (EUA) foi uma das melhores escolhas que ela fez como aluna e também como futura professora. “O High School proporciona uma grande dose de cultura que não é contemplada no currículo usual brasileiro e promove uma imersão total na língua inglesa, com todas as aulas, produções textuais e conversas em inglês”, explica, destacando que matérias ofertadas no curso, como Oratória, Debate, Saúde e Economia, desenvolvem habilidades que são exigidas no cotidiano de todos, sejam alunos ou profissionais. “Além da cultura que me foi proporcionada, o High School me ajudou a melhorar a minha oralidade e o meu jeito de me comunicar. O modo de abordar matérias e conteúdos era diferente, permitindo que eu tivesse perspectivas e métodos diferentes de ensino/aprendizagem, os quais futuramente poderei repassar aos meus alunos”, aponta.

Diferencial na história

Ainda aos 15 anos, Vinicius Eduardo Hilgert Milek saiu de Jaguariaíva e veio morar sozinho em Ponta Grossa para estudar no Sepam. “A minha história com o Sepam começou em 2021, quando eu ingressei no segundo ano do Ensino Médio. A partir daí, eu conheci uma estrutura maravilhosa, professores muito bem preparados e uma didática incrível”, conta.

“No Sepam Vestibulares, eu conheci uma estrutura maravilhosa, professores muito bem preparados e uma didática incrível” (Vinicius Eduardo Hilgert Milek, aprovado em Medicina na UEPG e na Unicentro)

Hoje, passados dois anos de muito aprendizado, ele comemora a aprovação em Medicina através PSS na UEPG e na Unicentro por meio do vestibular. “O Sepam certamente foi o diferencial na minha história. Foram dois anos que turbinaram os meus estudos, ao longo dos quais eu adquiri conhecimentos que levarei para toda a vida”, descreve, citando como diferenciais do colégio a didática que os professores utilizam, a estrutura física, os aulões de véspera, os simulados e as aulas preparatórias focadas no vestibular e PSS.

Durante o seu período no colégio, Vinicius também conquistou medalhas de ouro e prata na Olimpíada Nacional de Ciências, além de ter participado em atividades extracurriculares, como Momentos Culturais e Festa Junina, em que se apresentou como instrumentista de acordeon, ficando conhecido como “gaiteiro”.

Novidades para 2023

Para este ano letivo, além do Terceirão/Extensivo que teve início em 30 de janeiro, o Sepam Vestibulares oferece também o Super Semi (confira box ao fim da matéria). A primeira edição aconteceu no ano passado e foi um sucesso, com aprovações de peso em cursos como Medicina, Direito, Odontologia, Engenharia de Software e outros. “É um curso acelerado, com uma pegada de mais conteúdo por aula e em um curso mais compacto. É ideal para aquele aluno que já concluiu o Ensino Médio e quer trabalhar com alto desempenho em termos de resolução de questões, volume de conteúdo por aula e com um preparo completo para o vestibular”, detalha Yuri.

“Nós trabalhamos em múltiplas frentes para estimular o aluno a tirar as suas dúvidas, conversar diretamente com o professor e ter um entrosamento com a equipe” (Yuri Sócrates Saleh Hichmeh, coordenador do Sepam Vestibulares)

No segundo semestre, começa o Super Med, voltado especificamente aos alunos que buscam a aprovação na área de saúde, com aulas de Física, Química e Biologia. “O foco desse curso está na resolução de questões de alta complexidade para o aluno não patinar nos conteúdos que são mais recorrentes nos concursos”, observa o coordenador do Sepam Vestibulares, destacando que, embora esses cursos sejam mais voltados para o vestibular de Medicina, também são abordadas as necessidades dos candidatos que buscam outros cursos na área de saúde, como Odontologia, Farmácia e Enfermagem.

Três cursos e um só resultado: a sua aprovação

Conheças as soluções oferecidas pelo Sepam Vestibulares para você se preparar para o vestibular

TERCEIRÃO/EXTENSIVO

As aulas do Terceirão/Extensivo iniciaram em janeiro e seguem até dezembro. São sete aulas por dia, de segunda a sexta, das 7h às 12h35, além de uma ampla gama de serviços de apoio no turno da tarde. As matérias abrangem os conteúdos cobrados no vestibular da UEPG, da UFPR e na prova do ENEM, além de compor o currículo do 3º ano do Ensino Médio.

SUPER SEMI

Este ano, o Super Semi começa no dia 2 de maio e segue até 26 de novembro, véspera do vestibular da UEPG. As aulas acontecem de segunda a sexta, das 7h45 às 12h35, com seis disciplinas por dia. O material utilizado é da editora SOMOS, líder em aprovação nos vestibulares mais disputados do Brasil.

SUPER MED

Os alunos que sonham em cursar Medicina, Odontologia, Farmácia ou Enfermagem agora contam com o Super Med, curso intensivo voltado às disciplinas específicas que compõem, principalmente, a prova de Medicina da UEPG e de outras instituições. Ofertadas no segundo semestre do ano, as aulas de Física, Química e Biologia podem ser contratadas separadamente ou em conjunto.

Conteúdo publicado originalmente na Revista D’Ponta #294 Março/Abril de 2023