Quinta-feira, 25 de Abril de 2024

Escolas particulares planejam carga horária maior e ensino a distância para cumprir o calendário escolar

2020-04-02 às 13:39
School desk and chairs in empty modern classroom. Empty class room with white board and projector in elementary school. Primary classroom with smartboard and alphabet on wall.

A preocupação com o ano letivo dos alunos também é grande nas escolas particulares de Ponta Grossa. De acordo com Osni Mongruel Junior, presidente do Sindicato das Escolas Particulares de Ponta Grossa, os alunos não serão prejudicados.

Ele conta que a primeira medida que está sendo estudada é o aumento do número de horas/aula por dia. Na última quarta-feira (01), o Ministério da Educação permitiu que escolas públicas e privadas tenham menos do 200 dias letivos em 2020, mas não abriu mão do mínimo de 800 horas de aula para a educação básica. 

“Com isso, nós podemos ampliar a carga horária para seis horas diárias – ao invés das quatro horas que os alunos estão acostumados – e em cinco meses conseguimos cumprir o calendário escolar”, explicou, Osni.

Educação a distância

Além da ampliação da carga horária diária, outra estratégia que está sendo discutida nas escolas particulares é o ensino a distância. “A ideia é que os alunos tenham uma parte do conteúdo presencial e outra parte por meio de aulas remotas”, relata.

De acordo com ele, as duas medidas vão garantir que as crianças não percam o ano. “Nós temos condições de fazer um trabalho diferente, com qualidade, para que seja considerado válido o ano letivo”, avalia. Ele revela também que está sendo estudada a possibilidade de se criar um calendário em conjunto com as escolas públicas e outras medidas para que as escolas particulares auxiliem as municipais. 

foto: Divulgação Abepar