Sexta-feira, 12 de Abril de 2024

Professor Yuri Sócrates dá dicas de estudos para vestibulandos e conselhos para quem não foi aprovado no PSS da UEPG

2023-12-06 às 13:57
Foto: D’Ponta News

O professor e coordenador do Sepam Vestibulares, Yuri Sócrates, falou sobre as aprovações dos alunos do colégio no Processo Seletivo Seriado (PSS) da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) em entrevista ao programa Manhã Total, apresentado por João Barbiero, na Rádio Lagoa Dourada FM (105,3 para Ponta Grossa e região e 92,9 para Telêmaco Borba), nesta quarta-feira (06).

Leia os principais pontos da entrevista:

“A comemoração é um momento que é emocionante para todos os envolvidos, mas (…) é o momento que a gente olha para trás e vê todo o esforço, todo o suor, desespero, choro dos alunos (…) e vê que tudo aquilo valeu a pena”, declara o coordenador.

Yuri explica que o trabalho do Sepam Vestibulares “é um trabalho continuado”. Conta que no início de cada ano, indagam os alunos, os quais expõem sempre os mesmos problemas: o medo de não passar no vestibular; de se esforçar e não ser o suficiente; de escolher o curso errado. “Medo é a palavra que mais a gente ouve ao longo do ano”, diz ele.

“No final do ano, percebendo aquelas celebrações todas, (…) o aluno sempre relata o quanto aquela dedicação toda, aquele esforço todo valeu a pena”, declara. Yuri ainda diz que não adianta apenas se matricular no curso pré-vestibular e ver as aulas, “a maior parte do esforço do aluno é conseguir ser um pouco melhor do que ele mesmo hoje, e amanhã ser um pouco melhor que a versão de hoje dele, e assim sucessivamente”, assinala.

O professor ainda afirma que é importante ter consistência nos estudos, manter uma rotina sólida. Ao invés de estudar dez horas em um dia e duas horas no outro dia, “muito melhor estudar quatro, cinco horas bem estudadas todo dia, aí você tem consistência; aí a possibilidade de você alcançar o teu resultado só aumenta”, declara.

Diz que o colégio não costuma trabalhar despejando a informação para os alunos, “mas é sempre uma tentativa de cuidar o máximo possível no dia a dia para que o aluno esteja sempre engrenado com uma rotina consistente de estudo”, conta.

Para os alunos que não foram aprovados, Yuri diz “esse é o tipo de momento fundamental que você acaba fazendo um teste-drive para a vida; você saber olhar com tranquilidade para os seus erros (…). Então se você não passou (…) é importante olhar com tranquilidade para a tua prova, para o teu desempenho e tentar compreender onde está o teu espaço para a melhora”, declara. E para os familiares dos alunos que não foram aprovados, o professor aconselha que “ter qualquer tipo de briga, uma repercussão negativa, não é algo que vá ser realmente produtivo”, finaliza.

Siga o Sepam Vestibulares no Instagram e no Facebook.

Confira a entrevista na íntegra: