Sábado, 25 de Junho de 2022

Professora da UEPG realiza pesquisa em cooperação técnica na Áustria e Eslovênia

22/06/2022 às 13:03
Foto: Arquivo pessoal

A professora do Departamento de Turismo, Jasmine Moreira, realizou no último mês atividades de pesquisa e cooperação técnica na Áustria e Eslovênia. Com palestras, vistas técnicas e participação de eventos, as ações foram relacionadas ao geoturismo, área de estudos da professora.

Na Áustria, Jasmine ministrou uma palestra na Universität für Bodenkultur Wien (Universidade dos Recursos Naturais e Ciências), no Instituto de Desenvolvimento da Paisagem, Recreação e Planejamento. As atividades foram desenvolvidas com os professores Arne Arnberguer e Renate Ader. A agenda seguiu na Conferência Europarc, que aconteceu no Parque Nacional Neusiedler See – Seewinkel, também na Áustria. “Esse é um evento que agregou gestores de áreas protegidas de 35 países. Falamos sobre o Labtan e as pesquisas que realizamos”, conta a professora. A Conferência Europarc foi um evento verde certificado, que recebeu o selo ambiental da Áustria para Green Meetings e Green Events. “Este selo é para organizadores, participantes e locais que estão envolvidos e comprometidos no processo de criação de um evento realmente sustentável”, adiciona.

A professora Jasmine coordena um grupo de pesquisa sobre Geoparques e Geoturismo e teve a oportunidade de visitar o Geopark Idrija, na Eslovênia, acompanhada pelo senador Bojan Rezun. “Entre os geossítios visitados, estava a Mina de Mercúrio Antonijev Rov, considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco”, informa. A visita ao Centro de Visitantes foi acompanhada também pela atual diretora do Geopark, Valerija Božič, que explicou sobre o processo de certificação dos produtos de Geofood.

Também na Eslovênia, a professora esteve em Postojna, onde está a sede mundial da União Internacional de Espeleologia (UIS). “Há registros de que as cavernas da região são visitadas desde 1213. Uma delas, a ‘show-cave Postojnska Jama’, recebe mais de um milhão de turistas anualmente”, relata Jasmine. Em maio, a professora colaborou na publicação das Diretrizes Mundiais para a Proteção das Cavernas e do Carste, que pode ser acessada aqui.

da UEPG