Quinta-feira, 25 de Abril de 2024

Segunda UPA de Ponta Grossa deve ser entregue em quatro meses, afirma prefeito

2020-08-06 às 09:20

Na manhã desta quinta-feira (6), o prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, afirmou que as obras para transformação da antiga Maternidade Santana em UPA 24 horas já começaram. A expectativa é que o local seja aberto para atendimento à população em quatro meses. 

De acordo com Rangel, esta será a última obra de grande porte do seu governo. “Provavelmente será a última grande obra de Ponta Grossa nesses últimos meses, porque nós queremos entregar a UPA até o final do meu mandato. Nós já temos os recursos, nós já temos os equipamentos e precisamos apenas adequar o hospital”, afirma. 

O secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex, também comemorou o anúncio. “É uma benção. Nós teremos mais uma unidade de atendimento à população, bem localizada, que vai prestar um serviço de excelência”, ressalta.

Antiga Maternidade Santana

O prédio da antiga Maternidade Santana pertence ao Governo do Estado e cedido para a iniciativa privada. O local voltou para o Governo do Estado, que encaminhou a utilização do espaço para a Prefeitura de Ponta Grossa. O documento que formaliza a parceria para transformar o local em uma UPA deverá ser assinado ainda nesta semana.

UPA 24 horas

Esta deverá ser a segunda UPA 24 horas do município e o funcionamento seguirá nos mesmos moldes da estrutura localiza na Santa Paula. A UPA faz parte da rede de atenção às urgências e deverá concentrar atendimentos de saúde de complexidade intermediária. A estrutura conta com raio-X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação. A capacidade de atendimento deverá ser aproximadamente 10 mil pessoas por mês. 

 As declarações foram dadas durante o ‘Programa Nilson de Oliveira’, apresentado por Rangel, na Rádio Mundi FM.