Sexta-feira, 24 de Maio de 2024

Estudo aponta aumento de 40% das cirurgias plásticas faciais

2022-08-25 às 08:24

O último levantamento da AAFPRS (American Academy Of Facial Plastic And Reconstructive Surgery, Inc.), coletando dados globais, foi publicado em fevereiro de 2022. O estudo mostrou que a cirurgia plástica facial aumentou à medida que os eventos presenciais foram retomados. As pesquisas estimam que 1,4 milhões de procedimentos cirúrgicos e não cirúrgicos foram realizados no ano passado, um aumento de 40% quando comparado a 2020. 

Mesmo com o impacto das incertezas financeiras e de segurança durante a pandemia, os procedimentos cirúrgicos tiveram um aumento de 54% em 2021, segundo o The Aesthetic Society, principalmente operações na face, nariz, sobrancelha e pescoço. A ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery), aponta que a rinoplastia já é a quarta cirurgia plástica mais procurada no mundo, com 8,4%. 

Especialistas afirmam que esses números são um reflexo da pandemia, já que o ‘efeito zoom’ acabou revelando ângulos e uma exposição extra. Com câmeras ligadas, as pessoas têm de lidar com o aumento da crítica em relação à aparência física, de forma muito mais constante do que o habitual.

“O isolamento uniu ainda mais a vida online da offline. Sofremos com mais exposição de telas, em videochamadas e selfies. Ângulos que anteriormente não eram visualizados, ficaram em evidência e muitas pessoas desenvolveram essa dificuldade de lidar com sua imagem refletida online. Fora as questões funcionais, o nariz, por exemplo, é essencial na questão de sombras no rosto, o que leva muitas pessoas a procurarem também a rinoplastia por motivos estéticos”, afirma o Dr. Caio Soares, mestre e doutor em Otorrinolaringologia e presidente da Sociedade Brasileira de Rinoplastia.

A rinoplastia é uma cirurgia que consiste na correção de imperfeições estéticas ou funcionais do nariz, remodelando sua estrutura. É um procedimento tecnicamente refinado, que envolve as variações anatômicas internas, tecidos e cicatrização. Pode-se aumentar ou reduzir o seu comprimento, altura, largura, além de, conseguir alterar sua forma geral.

O procedimento da rinoplastia pode ser um grande aliado, também, de quem sofre de problemas respiratórios no nariz. “Pacientes que realizaram a cirurgia obtiveram melhorias significativas no olfato e no fluxo de ar nasal. Além da possibilidade de ser realizada em conjunto com a septoplastia, indicada para quem tem desvio de septo”, complementa o especialista Caio Soares.

Sobre os riscos envolvidos nesse procedimento, o doutor destacou que se relacionam comumente à falta de critério na seleção de médicos ou clínicas, com buscas por intervenções estéticas em estabelecimentos sem vigilância ou com atuação de profissionais não credenciados à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica ou Associação Brasileira de Rinoplastia ou Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, por exemplo.

Ainda, Dr. Soares destaca a necessidade de avaliações e uma consulta clínica para definir a melhor técnica, de maneira individualizada.

Para mais informações: https://drcaiosoares.com.br/