Domingo, 19 de Maio de 2024

Estudos recentes apontam aquecimento do mercado de chás

2022-09-09 às 10:42

Em 2022, o chá está se transformando em um estilo de vida. A tendência foi divulgada no Pinterest Predicts, relatório que traz insights de diversos segmentos, elaborado com base nos assuntos mais pesquisados na rede social. No caso dessa bebida tão antiga, termos como “Comidinhas para o chá da tarde”, “Festa chá da tarde vintage” e “Chá azul” tiveram alta de pesquisa em 2021.

Dados da Euromonitor International confirmam o aumento do interesse pelo chá no Brasil. O consumo da bebida cresceu 25% no país entre 2013 e 2020 – quase o dobro da média mundial, de 13%. São cerca de três bilhões de xícaras consumidas por dia ao redor do mundo, segundo dados do relatório da International Institute for Sustainable Development (IISD), de 2017.

“Para além dos dados desse levantamento, temos observado que degustar chás especiais vem se tornando uma experiência bastante apreciada entre os brasileiros”, afirma Katia Nassuno, fundadora da Flavors – distribuidora da linha de chás e infusões. “Muitas cafeterias passaram a incluir opções de chás e infusões em seus cardápios, o que não era muito comum até cinco, seis anos atrás.”

Tradicionalmente, os chás sempre foram populares, porém o café continua desbancando a bebida no consumo em território nacional. Entretanto, o aumento do mercado e do interesse do consumidor têm se consolidado: “Hoje, o consumidor brasileiro está conhecendo e explorando melhor os chás e infusões, que além de benefícios à saúde, oferecem uma profusão de aromas e sabores, para todos os gostos e preferências”, explica a tea sommelier Daniela Reis.

Os chás e infusões são versáteis, podendo ser consumidos quentes ou frios, harmonizando com alimentos doces e salgados. Segundo Daniela, é crescente também o uso do chá como ingrediente na elaboração de pratos. “Na confeitaria, o chá pode ser inserido em receitas de bolos, cremes e sobremesas”, exemplifica.