Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Abril Verde: Paraná ocupa o 4º lugar no ranking de acidentes de trabalho do Brasil

2023-04-11 às 10:23
Foto: Reprodução/Freepik

O Paraná ocupa o quarto lugar no ranking nacional de acidentes de trabalho, com 44.786 notificações em 2022, o que representa 8% dos 612,9 mil registros no país, conforme mostram os dados do Observatório de Segurança e Saúde do Trabalho, coordenado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). À frente aparecem São Paulo (35%), Minas Gerais (11%) e Rio Grande do Sul (9%). Os números acendem um alerta sobre a importância da saúde e segurança do trabalho, com o Movimento Abril Verde.

A data de 28 de abril, ocasião em que ocorreu a morte de 78 mineiros, em uma explosão em uma mina no estado norte-americano de Virgínia, foi instituída pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), em 2003, como o Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho, em memória às vítimas de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. No Brasil, a data foi instituída pela Lei nº 11.121/05.

O Inspetor da Regional Ponta Grossa do Crea-PR, Engenheiro Civil e de Segurança do Trabalho, José Aparecido Leal destaca a importância de se subsidiar o desenvolvimento, monitoramento e avaliação de projetos, programas e políticas públicas de prevenção de acidentes e doenças no trabalho, bem como informar o combate a irregularidades no ambiente do trabalho.

“O processo de procurar e obter informações e recursos para resolver problemas, em diversas fontes, com outras pessoas e, aproveitando a própria experiência, constitui a mola mestra de mudanças comportamentais de todos os níveis dos trabalhadores na organização”, comenta.

Fiscalização

Levantamento realizado pelo Crea-PR mostra que o mercado de Engenharia de Segurança do Trabalho vinha numa linha crescente de emissão de ARTs (Anotação de Responsabilidade Técnica) nos últimos anos. Em 2020 foram 18,3 mil registros, 21,1 mil em 2021, e 31,5 mil em 2022. A ART identifica de forma legal, objetiva e rastreável, que a obra e/ou serviço foi planejado e executado por um ou mais profissionais legalmente habilitados pelo Crea, e que cabe exclusivamente a este ou a estes profissionais a responsabilidade técnica por ambos.

Para o Conselheiro e Gestor de Fiscalização do Crea-PR, Engenheiro Agrônomo e de Segurança do Trabalho, Vergínio Luiz Stangherlin, os números reforçam que as empresas estão mais atentas com relação à necessidade de prevenir acidentes.

“A segurança do trabalho ganhou uma atenção especial das empresas nos últimos anos com foco na prevenção de possíveis riscos trabalhistas, de acidentes de trabalho e, principalmente, previdenciário. Isso por conta do eSocial, que é o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas”, comenta Vergínio.

Além disso, segundo ele, as empresas estão atentas às fiscalizações do Crea-PR, que são realizadas com o objetivo de constatar se a obra/serviço é realizado por profissionais legalmente habilitados no Conselho.

Ponta Grossa

Dados do Sistema de Informações de Agravos de Notificação mostram que, em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, foram registrados sete acidentes fatais em 2022, quase 29% a menos que no ano anterior (5). Já o número de acidentes de trabalho aumentou 149%, sendo que a quarta-feira (39,25%) foi o dia da semana com mais registros, seguido pela quinta-feira (18,8%).

Vinte e um por centro dos acidentes ocorreram das 10h às 12h, seguido das 12h às 14h, com 14%. A maioria das vítimas foram homens (93,16%), sendo que dezembro (28,20%) foi o mês que mais apresentou registros.

O Engenheiro Civil e de Segurança do Trabalho, José Aparecido Leal comenta que os acidentes são mais comuns na construção civil e acontecem quando a prevenção falha. Para ele, o levantamento e a análise dos dados se constituem ferramentas de vital importância para a identificação das causas e estabelecimento de ações corretivas de prevenção para evitar a repetição nas falhas levantadas durante a análise do acidente.

“O contato da equipe de segurança do trabalho com os gestores é primordial para o bom andamento das atividades com o intuito de intensificar as ações educativas e avanço dos procedimentos adotados pelas empresas”, frisa.

da assessoria