Sábado, 25 de Junho de 2022

Cena Local D’P: Vida nova ao Jockey Club

12/04/2022 às 15:01

Segundo mais antigo do Brasil, o Jockey Club Ponta-grossense reabre as portas em novo formato, com shows, feiras, espetáculos culturais e eventos esportivos

O silêncio deu lugar ao vai e vem apressado e às conversas animadas. Acostumado a ser palco de grandes eventos, o Jockey Club Ponta-grossense abre novamente as portas para o público depois de cinco anos de inatividade. O espaço, que antes era destinado exclusivamente a corrida de cavalos, agora recebe também shows, apresentações culturais, feiras e eventos esportivos das mais variadas modalidades. O empresário Iran Taques é quem está à frente do projeto Jockey Arena, que tem como principal objetivo dar nova vida ao espaço.

“Estamos procurando diversas parcerias para a realização de eventos de todos os estilos e para todos os gostos. A nossa proposta vai desde shows e feiras a eventos esportivos, com atrações para todos os públicos”, revela. Taques adianta que já existem vários eventos e shows agendados para o local, entre eles festivais gastronômicos e festas universitárias. “Estamos preparando um festival de churrasco e recentemente fui procurado para sediar várias festas universitárias tradicionais. Aceitei todos os eventos e pretendo, com eles, mostrar que o Jockey Arena é ideal para todo tipo de evento”, detalha.

 

            Esporte

A história Jockey está intimamente ligada ao esporte e, por isso, o Jockey Arena se prepara para receber também competições de diferentes modalidades. O local será a sede do Vila Velha Games, que reúne vários boxes de cross fit de Ponta Grossa e região. Taques relata ainda que um desejo pessoal é que o espaço  também receba eventos de beach tennis. “Estou aberto a parcerias e, inclusive, buscando elas para a construção de, pelo menos, quatro quadras da modalidade”, afirma. O empresário revela ainda que pretende transformar a antiga raia de corrida de cavalos em uma pista de caminhada aberta à população. “A ideia é abrir aos fins de semana para atender às famílias que buscam um lugar tranquilo para passear e se exercitar”, explica.

 

            Festival Pizro

Em fevereiro último, o Jockey Arena recebeu o seu primeiro evento, o Festival Pizro. O ritmo musical, também conhecido como ‘piseiro’ ou ‘pisadinha’, surgiu na Bahia e tem roubado a cena musical. No show de Ponta Grossa, esse tipo de forró mais suingado foi representado por Vitor Fernandes, Tarcísio do Acordeon e João Gomes, que levaram centenas de pessoas ao Jockey. De acordo com Iran, a receptividade do público foi uma grata surpresa. “Logo após o evento, eu fiz uma enquete no meu Instagram com várias perguntas e o local recebeu 95% de aprovação. Estou otimista com a aceitação e com as possibilidades do que podemos criar”, destaca.

 

            Glórias e derrotas

Fundado oficialmente em 1927, o Jockey Club Ponta-grossense é o segundo mais antigo do Brasil. Em seus dias de glória, o Jockey Club chegava a reunir cerca de cinco mil pessoas para assistir às corridas de cavalos e fazer apostas. O primeiro contratempo aconteceu em 2009, quando o local foi fechado por determinação do Ministério da Agricultura, que exigiu uma reforma nas instalações. O hipódromo voltou a funcionar dois anos mais tarde, após cumprir as exigências do Código Nacional de Corridas. Em 2017, uma forte tempestade destruiu parte da tradicional arquibancada e, desde então, o local esteve inativo.

 

Conteúdo publicado originalmente na Revista D’Ponta #289 Março/Abril de 2022.