Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2022

Com previsão de novo ciclone em PG nesta terça-feira (7), professora da UEPG ensina como se proteger em tempestades severas

06/07/2020 às 19:05

Há cerca de uma semana um ‘ciclone bomba’ atingiu Ponta Grossa, deixando um rastro de destruição. Amanhã (07) um novo ciclone extratropical deve passar pela cidade, com ventos de até 100 km/h. Para evitar danos, a geógrafa e professora da Universidade Estadual de Ponta Grossa Karin Hornes dá dicas sobre o que fazer no momento de tempestade.

A primeira coisa a se fazer é encontrar um local seguro para se esconder. “Um local com o maior número de paredes ou colunas entre você e o fenômeno. Geralmente é o banheiro”, explica Karin. Ela também conta que é recomendado se envolver em cobertores para se proteger dos estilhaços.

Outra dica é retirar aparelhos da tomada e desligar o gás para evitar acidentes caso essas linhas se rompam. “Também é importante ter em mãos lanterna, pilhas e um celular com bateria”, conta a professora. Embora seja até tentador registrar o fenômeno, Karin lembra que não se deve ficar próximo a portas e janelas. “Nunca tente segurá-las. Elas podem quebrar e os estilhaços vão te machucar”, alerta.

Para aqueles que estiverem na rua no momento da tempestade é importante buscar um abrigo seguro. “Ginásios e coberturas de postos de combustível caem com facilidade. O ideal são prédios, que possuem bastante colunas”, explica a professora. Quem estiver de carro deve permanecer dentro do veículo, estacionado em local distante de fiação elétrica e árvores.

“Se estiver em campo aberto pode procurar por valas ou deitar no chão, para evitar de ser atingido por raios”, acrescenta Karin. Em escolas e hospitais deve-se permanecer longe das janelas e ao lado de macas e carteiras. “Assim, se uma parede cair você tem mais chances de não ser atingido. Também é importante sentar em posição fetal, protegendo a cabeça e o peito”, complementa.

Pós tempestade

Após passado o pior momento da tempestade, a professora lembra que é necessário economizar baterias, água e luz. “As redes podem ser atingidas e demorarem dias para restabelecer, então é importante economizar os recursos”, comenta. Aqueles que tiverem ferimentos devem ligar para o Corpo de Bombeiros através do 193.

Outra dica importante é ter um plano de comunicação familiar. “As pessoas podem passar dias sem comunicação, então é bom orientar crianças e familiares sobre como agir em casos assim”, coloca a geógrafa. Ela também lembra que é possível receber alertas da Defesa Civil no celular. “Basta mandar um SMS para 40199 e cadastrar o CEP da sua rua. Assim você pode se programar em caso de tempestades”, finaliza.