Sexta-feira, 21 de Junho de 2024

DEM deixa base do governo de Rangel e secretários deixam partido para manter ‘fidelidade’

2020-07-14 às 19:52

O partido Democratas anunciou nesta terça-feira, 14, que deixou a base do governo Marcelo Rangel (PSDB). A nota enviada afirma que a decisão foi baseada em “ações adotadas recentemente pelo atual governo, que não condizem com os ideais do partido”. O anúncio ainda afirma que a decisão tem relação com a “proximidade das eleições em novembro deste ano, quando buscamos candidatura a prefeito que defenda a livre iniciativa, a liberdade, a ética, a transparência e o desenvolvimento do nosso município, decidimos romper vínculos que não sigam os mesmos princípios, dando-nos liberdade total para nossas escolhas”.

Em uma entrevista ao jornalista Eduardo Farias, do blog Doc.com, o deputado estadual Plauto Miró Guimarães Filho afirmou que se os secretários filiados ao partido não deixarem seus cargos nos próximos três dias, como prevê o estatuto, seriam expulsos. São eles: Eduardo Marques (CPS e Serviços Públicos), Paulo Barros (Meio Ambiente) e Roberto Pelissari (AMTT).

No final da tarde, o prefeito Marcelo Rangel (PSDB) publicou uma foto junto aos três diretores afirmando que eles deixariam o partido para permanecer no Governo.

“Secretarias comandadas pelo DEM anunciam apoio a Rangel”, dizia o título. “Secretários municipais filiados ao DEM reuniram-se na tarde desta terça, 14/07, para manifestar apoio ao prefeito Marcelo Rangel e comunicar que deixarão o partido nos próximos dias”.