Terça-feira, 16 de Julho de 2024

Denunciados pelo MPPR por feminicídio ocorrido em 2020 vão a júri popular nesta quarta-feira (12)

2023-04-11 às 13:55

O Tribunal do Júri de Curitiba julga nesta quarta-feira, 12 de abril, quatro pessoas denunciadas pelo Ministério Público do Paraná por envolvimento na morte de uma mulher, ocorrida em dezembro de 2020 na capital. Ela era gerente de um banco e foi atingida com um tiro na cabeça quando saía da agência em que trabalhava, no bairro Capão Raso.

De acordo com as investigações do caso, o ex-marido da vítima seria o mandante do crime e planejava o assassinato havia pelo menos três anos. A motivação seria seu desejo de ficar com a guarda da filha, que morava com a ex-mulher, para, com isso, receber o seguro de vida que seria pago à criança com a morte da mãe. Ele teria combinado o pagamento de R$ 25 mil aos executores do crime. O Ministério Público do Paraná o denunciou por homicídio com as qualificadoras de feminicídio, motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e crime praticado no âmbito doméstico e familiar.

Os outros três envolvidos – por intermediar a contratação do atirador, pelo planejamento do crime e pela participação no assassinato – foram denunciados por homicídio com as qualificadoras de feminicídio, promessa de recompensa, uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e crime praticado no âmbito doméstico e familiar. Um quinto homem, apontado pelas investigações como o atirador que matou a gerente, foi morto em confronto no mesmo dia do homicídio.

Na sessão do Tribunal do Júri, que ocorrerá no Centro Judiciário do Ahú, atuará pelo MPPR a 4ª Promotoria de Justiça de Crimes Dolosos contra a Vida.

do MPPR