Quinta-feira, 09 de Dezembro de 2021
foto: Clebert Gustavo

Departamentos ligados à UEPG repudiam desligamentos no Hospital Universitário

05/10/2020 às 10:35

Após o afastamento da diretora geral do Hospital Universitário (HU-UEPG), Luciane Cabral, ocorrido na última quinta-feira (1), entidades ligadas a UEPG e ao curso de medicina se manifestaram de modo contrário a decisão. Entre eles a Representação Discente no Conselho Universitário UEPG se manifestou reconhecendo o trabalho feito por ela e pelos diretores que pediram exoneração em solidariedade. “Em solidariedade à professora Luciane e em protesto à atitude unilateral e desmedida do atual reitor, que exonerou, sem justificativa, a nossa diretora geral, a profª Tatiana Menezes Cordeiro solicitou exoneração do cargo de Diretora Acadêmica. Reconhecemos o trabalho feito por essas duas mulheres e nós gostaríamos de poder contar com o apoio de vocês em uma nota de solidariedade”, escreve em nota.

Confira a nota

“Hoje, 01/10, o reitor da UEPG exonerou a enfermeira Luciane Patrícia Andreani Cabral do exercício do cargo em comissão de Direção Acadêmica – DA-1, junto ao Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais. Em solidariedade à professora Luciane e em protesto à atitude unilateral e desmedida do atual reitor, que, em meio a uma pandemia e a absorção de um novo hospital, exonerou, sem justificativa, a nossa diretora geral, a profª Tatiana Menezes Cordeiro solicitou exoneração do cargo de Diretora Acadêmica.Reconhecemos o trabalho feito por essas duas mulheres e nós gostaríamos de poder contar com o apoio de vocês em uma nota de solidariedade.

Att,Centro Acadêmico de Medicina.

Vimos por meio desta expor nossa solidariedade à Enfermeira Ms. Luciane Patrícia Andreani Cabral que, após exercer a função de Diretora Geral do Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais desde o ano de 2019, foi autoritariamente exonerada da sua função na data de hoje (01/10/2020).

Em plena pandemia de Covid-19, em um momento de superação e dedicação sobrehumanas – onde a equipe do hospital universitário vem lutando de maneira exemplar – uma exoneração não debatida é imposta pelo reitoria.Estendemos a nossa solidariedade, também, à Dra. Tatiana Menezes Cordeiro que, ao tomar ciência da situação, colocou o seu cargo de Diretora Acadêmica à disposição.Pedimos que a reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa torne público o esclarecimento necessário para com a gravidade da situação”.

Assinam essa nota:- Centro Acadêmico de Medicina- Centro Acadêmico de Enfermagem- Centro Acadêmico Valfrido Antônio Martins- Centro Acadêmico de Engenharia de Software- Centro Acadêmico de Farmácia Valmir de Santi-Centro Acadêmico de Odontologia – Diretório Acadêmico Livre de História- Diretório Acadêmico Erasmus Darwin – Centro Acadêmico de Serviço Social Profª Divanir Munhoz- Coletivo da Representação Discente dos Conselhos Superiores da UEPG- Centro Acadêmico Carvalho Santos – CACS – Diretório Acadêmico de Física James Clerk Maxwell – DAFIS

Outro órgão a repudiar os desligamentos ocorridos foi o Departamento de Medicina da Universidade Estadual de Ponta Grossa (DEMED), o departamento diz que lamenta a decisão e que os pedidos de exoneração feitos mostram desapego a cargos e funções. “Lamentamos profundamente que os mesmos tenham se desligado de suas funções, mas os pedidos de exoneração feitos por estes servidores só demonstram seu elevado compromisso ético, sua lealdade, seu companheirismo, e principalmente, seu desapego a cargos e funções exercidos por pura vaidade”, relata o DEMED em nota oficial.

Confira a nota abaixo:

Carta do DEMED

O Departamento de Medicina da Universidade Estadual de Ponta Grossa vem manifestar o seu apoio aos Prof. Fernando Antônio de Lima Torres e Prof.ª Tatiana Menezes Garcia Cordeiro e torna público o seu reconhecimento pelo trabalho prestado por estes professores no Hospital Universitário. A Prof.ª Tatiana exerceu diversos cargos no referido Hospital, estando nos últimos dois anos à frente da Direção Acadêmica. Entre as suas maiores realizações estão os Programas de Residência Médica e Multiprofissional, que são reconhecidos por seu nível de excelência.

Este trabalho brilhante elevou o reconhecimento do HU, e permitiu que a Prof.ª Tatiana fosse eleita Presidente da Comissão Estadual de Residência Médica e se tornasse Membro do Comitê Nacional de Residência Médica. O Prof. Fernando, que exerce o cargo de Diretor Técnico desde 2018, teve uma atuação exemplar, especialmente como membro do Comitê Gestor do COVID.

O trabalho de ambos foi fundamental no enfrentamento desta pandemia. É motivo de orgulho para o DEMED contar com estes professores em seus quadros. Lamentamos profundamente que os mesmos tenham se desligado de suas funções, mas os pedidos de exoneração feitos por estes servidores só demonstram seu elevado compromisso ético, sua lealdade, seu companheirismo, e principalmente, seu desapego a cargos e funções exercidos por pura vaidade. Fazemos questão de expressar nossa admiração por ambos, e desejamos que rapidamente superem estes momentos conturbados, e que possam continuar colaborando para o engrandecimento do DEMED e da UEPG.

PROF. Dr. LEANDRO LIPINSKI Chefe do DEMED
Prof. MsC. GILBERTO BARONI Chefe Adjunto do DEMED

Foto: D’Ponta News