Domingo, 22 de Maio de 2022

“É uma proteção, mas não substitui a máscara”, afirma infectologista de PG sobre uso das ‘face shields’

12/08/2020 às 15:08

Face Shield contribui, mas sem a máscara não é eficaz

Com a pandemia do coronavírus, as máscaras se tornaram item imprescindível na vida da sociedade para manter a segurança durante a pandemia. Porém, muitas pessoas usam o face shield como uma outra alternativa de proteção.

A face shield é um escudo facial, um item de equipamento de proteção individual que visa proteger o rosto inteiro do usuário de riscos como objetos voadores, detritos da estrada, respingos de produtos químicos ou materiais potencialmente infecciosos. É utilizado por profissionais de saúde, de empresas e trabalhadores expostos a riscos.

De acordo com a infectologista que atende em Ponta Grossa, Gabriela Margraf Gehring, o protetor facial é eficaz, porém não substitui a máscara em hipótese alguma. “É uma proteção, mas não substitui a máscara. Ele pode sim ser usado, porém, sempre com a máscara junto, nunca só o face shield, a máscara é imprescindível no combate ao vírus”, explica.

Sobre a importância desses acessórios, a médica revela que servem para proteger a si, mas também os outros de eventuais infecções. “Como disse, o face shield, pode ser sim usado, mas junto com a máscara. Isso ajuda que o vírus não se propague, e que você proteja os outros e também se proteja”, conclui.

Sobre o uso de equipamentos de proteção, como esses, ela relata que até que a pandemia esteja controlada o ideal é seguir com os hábitos de proteção que já conhecemos, pois podem existir pessoas assintomáticas, por exemplo, que não sabem que estão infectadas.

Dra. Gabriela Margraf Gehring

Foto: U.S. Army Air Forces/Erin Baxter