Sexta-feira, 17 de Setembro de 2021
foto: Clebert Gustavo

Em Guarapuava, candidato a vice-prefeito em chapa do PT se retrata sobre o partido, mas não pede desculpas por ofensas a religiosos

05/11/2020 às 16:25

Publicações que viralizaram na internet obrigaram o candidato a vice-prefeito em chapa encabeçada pelo PT, em Guarapuava, a pedir desculpas por ofensas a dirigentes do partido. O candidato, autor das publicações, porém não se desculpou quanto aos insultos a padres e pastores. Em vídeo publicado ontem na internet, João Nieckars disse que, à época, foi conduzido pela onda anti-petista, que se excedeu em suas posições e que amadureceu. Nieckers tem 38 anos e quando efetuou as postagens já era formado em Direito e Economia.

O pedido de desculpas, no entanto, não se estendeu aos religiosos, também atacados por ele. Nicekars não fez qualquer menção às publicações que fez contra padres e pastores, nas quais chegou a sugerir a castração de padres e ainda pediu para pôr na cadeia o bispo Edir Macedo. Hoje no final da manhã, o vídeo foi apagado. No início desta semana, Nieckars disse que as postagens que já estavam circulando nas redes sociais eram fake news. Ontem, teve de voltar atrás, tentando explicar que algumas eram falsas e outras verdadeiras. Segundo matéria publicada no site Metrópolis, contudo, a reportagem obteve acesso a uma ata notarial envidada por uma fonte que comprova a veracidade das postagens.

As postagens entre 2013 e 2016, publicadas no seu perfil do Facebook e restritas a amigos, viraram notícia nacional nessa quarta-feira, 4. Em 12 de junho de 2015, Nieckars publicou que riria se começassem a tacar fogo em templos religiosos. O Código Penal, em seu artigo 286, descreve o delito de incitação ao crime, que consiste em incentivar, estimular, publicamente, que alguém cometa um crime. Nos comentários da mesma postagem, ele acrescenta que “estou a um ponto de virar ateu por essa falta de razão e excesso de crendices no Estado”. Ainda afirma que a religião está lhe dando náuseas e completa: “Acho que o mundo seria melhor sem religiões, só com exemplos”.

Em outra postagem, de 2013, João Nieckars sugeriu uma ofensiva para castrar padres, os quais generalizou como pedófilos, e para pôr na cadeia o bispo Edir Macedo: “Desocupado é foda, não tem nada para arrumar na igreja católica (padres pedófilos) e nas evangélicas (dízimo, evasão de divisas e formação de quadrilha) de certo, que tem a pachorra de se incomodar com isso, como se tivessem alguma razão. Primeiro olhem para o próprio umbigo. Por que não preparam uma ofensiva para castrar os padres ou pôr na cadeia o Edir Macedo?”.

O PT nacional foi procurado para comentar as postagens de Nieckars. Mas apesar do conteúdo agressivo contra o próprio partido, misóginos e que contradizem as principais bandeiras do PT, preferiu não se pronunciar. Quem se manifestou foi o presidente estadual do PT, Arilson Chiorato, que explicou que a legenda desconhecia essas postagens. Entre diferentes insultos, Nieckars chamou Dilma de vagabunda e disse que o PT era uma merda.

Veja os vídeos:

Da Assessoria