Terça-feira, 21 de Maio de 2024

Emocionado, Ratinho Pai projeta lançar filho à Presidência em 2026

2022-07-30 às 16:04
Foto: Assessoria

Emocionado, o apresentador e empresário da comunicação Carlos Massa, o Ratinho, manifestou sua intenção de que o filho, Ratinho Junior (PSD), atual governador do Paraná e candidato à reeleição, venha a se candidatar à Presidência da República daqui a quatro anos, nas eleições de 2026. A afirmação foi feita na manhã deste sábado (30), durante a convenção estadual do Partido Social Democrático, realizada em Curitiba.

“A vida me deu a responsabilidade de governar o Paraná no pior período dos últimos 100 anos. Nos últimos 100 anos, nenhum outro governador do Paraná teve a responsabilidade de 11,5 milhões de habitantes na pior crise de saúde pública do planeta. Nem a II Guerra Mundial trouxe tanto problema e tantas mortes como trouxe a pandemia de Covid. [A vida] me deu a responsabilidade de governar o Paraná na pior crise hídrica da história do nosso estado nos últimos 91 anos. Ficamos 870 dias em calamidade hídrica, faltando água dia sim, dia não, na torneira do povo do Paraná e, em especial, de quem mora em Curitiba e na Região Metropolitana”, destacou o pré-candidato à reeleição, que também ressaltou o apoio da família para desempenhar esse trabalho.

No discurso, Ratinho Junior também frisou obras de infraestrutura e programas sociais desenvolvidos nos três anos e meio de seu mandato. “Conseguimos tirar do papel obras históricas, que há 30 anos se falava, como a segunda ponte Brasil-Paraguai, que está com 90% dela pronta, como a obra de Matinhos, que é o maior projeto de engorda de praia da América do Sul. Comparada à obra de Balneário Camboriú (SC), nossa obra é três vezes maior”, disse.

O pré-candidato do PSD citou, ainda, obras de duplicação de estradas na região de Maringá, da Rodovia dos Minérios – entre Curitiba e Almirante Tamandaré, entre outras rodovias, que estão tendo asfalto substituído por concreto. “[Obras] como o Porto de Paranaguá, que já foi a vergonha do Paraná e hoje é referência no Brasil: três vezes o melhor porto do país, batendo o recorde de 2019, batendo o recorde de 2020 e batendo o recorde de 2021 e, já nos primeiros seis meses [de 2022], batemos o recorde de movimentação da nossa história”, acrescentou.

Programas Sociais

Entre os programas sociais, o governador salientou os de segurança alimentar. “Todas essas obras foram importantes, mas o lema do nosso governo era ‘Terra de gente que trabalha e cuida’. Nós fizemos um grande trabalho para cuidar das famílias paranaenses, em especial das famílias mais humildes, levando o pão para a mesa das famílias humildes, através do Cartão Comida Boa, com 125 mil famílias tendo segurança alimentar todos os meses; levando três merendas nas escolas, onde a criança entra e se alimenta, no recreio, se alimenta e, quando vai embora, vai de barriga cheia”, disse.

Ratinho também destacou programas de habitação. “O Programa Casa Fácil, que é o maior programa de casa própria do Brasil. Hoje, a família que precisa fazer um financiamento da Caixa Econômica Federal e não tem dinheiro para a entrada, damos R$ 15 mil de entrada, para que ela possa realizar esse sonho. Como as 16 mil famílias para as quais fizemos a Regularização Fundiária, a maior da nossa história”, citou. Explanou, ainda, sobre os 20 Condomínios da Terceira Idade, iniciativa pioneira no país, em construção.

No setor do emprego e de desenvolvimento econômico, enumerou o Cartão Futuro, em que o jovem que está em seu primeiro emprego tem metade do salário bancado pelo empregador e a outra pelo Estado; o Paraná Trifásico; o Compra Direta e o Banco da Mulher Paranaense.

Paz política

“Essa é a construção que estamos fazendo em todo o nosso estado. Mas, talvez tudo isso não fosse possível se não tivéssemos construído um ambiente de paz política, de união em torno do povo do Paraná. O Paraná ficou 30 anos tendo briga política, senadores que não falavam com o governador, governador que não falava com os senadores, a bancada federal que não se reunia com o governador, os prefeitos não tinham essa integração que temos hoje. Essa união nos deu uma pacificação política, que trouxe prosperidade. Não é à toa que essa união tem feito nosso estado a maior geração de empregos da história, que nosso estado já teve, com 320 mil empregos gerados”, enalteceu.

da Redação