Quinta-feira, 13 de Junho de 2024

Funcionários do transporte coletivo de PG entram em greve e pedem pagamento do 13° salário

2020-12-21 às 10:44

Na manhã desta segunda-feira (21), alguns funcionários do transporte coletivo de Ponta Grossa entraram em greve. A medida se deve após a Viação Campos Gerais (VCG), concessionária do transporte coletivo na cidade, anunciar na última sexta-feira (18) que não tem recursos para pagar o 13° salário dos motoristas e cobradores, o que deveria ser feito até este dia 21 de dezembro.

Luiz Oliveira, presidente do Sintropas, sindicato que representa a categoria, escreveu em uma rede social que os funcionários estão de fato em greve, e pede o pagamento do 13° salário. “Neste momento os trabalhadores do transporte coletivo em Ponta Grossa cruzam os braços. Empresa não pagou a parcela obrigatória do 13° salário.
Sem pagamento não temos obrigação de continuar nosso trabalho”, escreveu o sindicalista.

A VCG também se manifestou em forma de nota oficial nesta segunda (21). A empresa lamentou a paralisação e julgou que tal ação só agrava a situação que já é extremamente caótica, segundo a viação. Ainda, a VCG diz que espera que a operação volte ao patamar normal o mais breve possível.

Confira a nota oficial

A Viação Campos Gerais lamenta a notícia da interrupção de seus serviços na manha de hoje, 21/12.
É uma situação que tem sido devidamente alertada ao Poder Concedente, mas a empresa atingiu todo seu limite operacional. Fato é que a paralisação do Transporte Coletivo só agrava ainda mais a situação que já é extremamente caótica, em razão de uma queda forçada de passageiros. Esperamos que a operação volte a um patamar de equilíbrio o mais rápido possível.

Viação aponta crise financeira como causa do não pagamento

Em nota, divulgada na sexta-feira (18), a VCG informa que a crise financeira vivida pela empresa é “gravíssima” e que o não pagamento dos direitos trabalhistas é “fundamental à manutenção da atividade empresarial”.

Confira abaixo, na íntegra, o comunicado da VCG sobre o não pagamento do 13º salário aos funcionários:

Conforme é de conhecimento, a Viação Campos Gerais tem enfrentado uma gravíssima situação financeira. O assunto vem sendo colocado a todos os colaboradores, entidade sindical e também ao Poder Concedente. E embora a VCG tenha formalizado, sobretudo ao poder público, em diversos momentos, não houve nenhuma resposta ou sinalização da prefeitura, capaz de auxiliar na busca por uma solução.

E, diante de um cenário caótico, que tem assolado sistemas de transporte público em todo o país, a VCG informa, formalmente, o não pagamento da segunda parcela do 13º salário, na data de hoje (18/12). É com extrema tristeza que essa informação torna-se pública, porque interfere na rotina de centenas de pessoas que honram com a profissão e com a prestação de serviços que garante o direito de ir e vir a milhares de pessoas diariamente. Reiteramos que esta é uma medida fundamental à manutenção da atividade empresarial da empresa que trabalha incansavelmente desde abril para evitar uma parada total do sistema, com todas as consequências que possam advir desta situação.

Foto: Sintropas