Segunda-feira, 22 de Abril de 2024

Governo do Paraná quer iniciar testes da vacina russa contra o coronavírus em 45 dias

2020-08-28 às 10:43

O governo do Paraná divulgou na quinta-feira (27) que pretende iniciar os testes com a vacina da COVID-19, produzida na Rússia, em 45 dias. A expectativa é que 10 mil pessoas sejam testados inicialmente, com prioridade aos profissionais da Saúde. O cronograma da administração estadual é que o protocolo de validação para a fase 3 de estudos clínicos seja submetido nos próximos 30 dias. Com a autorização por parte da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que deve demorar cerca de três dias, os testes serão iniciados em meados de outubro.

Para ajustar os termos desse protocolo, o chefe da Casa Civil, Guto Silva, e o presidente do Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná), Jorge Callado, estiveram em reunião com o presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, na manhã desta quinta-feira, em Brasília. No período da tarde, os dois representantes do governo estadual estiveram com o embaixador russo no Brasil, Sergey Akopov.

De acordo com Callado, o laboratório russo já enviou todas as informações sobre a vacina, que estão protegidas pelo termo de confidencialidade no acordo já. “Todas essas informações serão submetidas à Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) e à Anvisa”, disse o presidente do Tecpar. “Nossa prioridade é aprovar os estudos clínicos no Brasil. Estamos trabalhando nisso com muito cuidado, transparência e dentro de todos os parâmetros científicos exigidos”, completou Guto Silva.

Com informações: Bem Paraná/Foto: Agência Brasil