Segunda-feira, 27 de Maio de 2024

Novos lotes do Andorinhas são entregues a 16 famílias em PG

2022-09-01 às 15:18

A Prefeitura de Ponta Grossa entregou, na noite desta quarta (31), 16 novos lotes para futuros moradores no loteamento Andorinhas. Os terrenos são referentes a uma área remanescente do loteamento pertencente ao município e que não havia sido alvo de invasão. Os contratos foram assinados pelos novos proprietários junto à Prolar, com a presença da prefeita Elizabeth Schmidt.

“Todos têm direito a uma moradia digna, criar seus filhos, brincar, estudar, descansar. Estas pessoas estavam sem um local para construir seus sonhos, moravam em áreas de risco ou contempladas pelo aluguel social e agora acabam de dar um passo muito importante e corajoso, que vai melhorar muito suas vidas”, comenta a prefeita Elizabeth Schmidt, que recepcionou os beneficiados e assinou simbolicamente o repasse da área aos futuros moradores.

Os lotes sociais são subsidiados e estão sendo repassados aos beneficiários por aproximadamente um terço do seu valor, segundo estimativa da Prolar. Os lotes deverão ser quitados pelos moradores em 180 parcelas de R$ 207 e não podem ser repassados ou vendidos para terceiros – os beneficiários podem ser contemplados pelo programa apenas uma vez. Os terrenos possuem aproximadamente 200 m² e o local recebeu limpeza pela Secretaria de Meio Ambiente, além de já contar com a infraestrutura de saneamento básico, transporte coletivo, unidade de saúde e educação nas proximidades, bem como acesso à energia elétrica. As construções podem começar imediatamente.

Presidente da Prolar, Maurício Silva comenta que o trabalho hoje realizado pela companhia continuará sendo realizado pela Prefeitura após a finalização da empresa. “Dentro do projeto de incorporação da Prolar por outra pasta, temos a determinação da prefeita de continuarmos trabalhando para beneficiar a população de Ponta Grossa. O importante é que a população pode ficar tranquila, porque o trabalho vai continuar com a secretaria que vier a incorporar a Prolar. Então as famílias vão continuar tendo como se socorrer e o município também vai continuar disponibilizando para as pessoas a oportunidade de ter o acesso a um lote e de ter uma moradia digna”, comenta Maurício Silva.

Moradia digna
Silmara Aparecida Ferraz de Lima, 49 anos, é uma das beneficiadas. Ela era moradora em uma área de risco e conta que teve a casa incendiada pelo ex-companheiro. Atualmente, recebia o benefício do Aluguel Social, da Prefeitura. “Eu morava próximo do arroio e toda vez que chovia muito, perdia quase tudo. Agora vou construindo devagarinho, mas vamos fazendo aos poucos, que é assim que a gente consegue. Vou morar lá com os meus três filhos”, conta Silmara.

O casal Vilmari Inderli de Barros Cordeiro e Vitor Lopes vai construir sua nova casa para morar com o filho. Eles vão pagar o valor subsidiado do novo lote em lugar do aluguel, que hoje tem para eles o custo de R$ 700, extremamente alto para a família. “É uma conquista muito grande, pois já estamos esperando há algum tempo na fila da Prolar e sabemos que é algo digno”, considera Vilmari.

da assessoria